Arquivo de setembro, 2011

1º Campeonato Super Street Fighter IV GameChampz

Publicado: 30/09/2011 por Eduardo Farnezi em Artigos
Tags:

Um salve para todos!!!

É o seguinte, futricando pelos fóruns da internet por ai, “tropecei” há algum tempo em um tópico anunciando um campeonato de Super Street Fighter IV, online, a nível nacional, para Playstation 3. Sendo esse o console que possuo, e possuindo o game, me interessei.

Ao longo do percurso, descobri que o campeonato estava sendo organizado pelo grupo GameChampz, que apesar de estarem organizando o primeiro campeonato de Super Street Fighter IV deles, já tinham na bagagem um campeonato bem sucedido de Gran Turismo 5 e que estavam iniciando um outro campeonato do “Real Driving Simulator”.

(mais…)

Anúncios

Mulher bonita é uma coisa boa, não é? Já na pré-história o homem admirava a beleza feminina (de uma maneira meio bruta, mas admirava) e desde então a mulherada vem fazendo a cabeça dos homens através dos séculos. Seja em pele e osso, ou virtual, ou imagens, animação, desenhos, figuras, estátuas, elas estão lá, em toda parte. E o mundo dos videogames não poderia ficar de fora, com uma longa galeria de gatas que permeiam os sonhos de jogadores de todo o mundo. São jogos de luta, RPG, ação, elas estão cada vez mais conquistando o seu espaço e desfilando suas curvas na tela da TV. Para criar essa galeria, adotamos o seguinte critério de seleção: escolher as personagens que tivessem mais caras de… safadinhas. Aquelas que podem acabar com um homem sem dó e sem pena, e que exibem sensualidade que faria levantar até defunto. Se você sentiu falta de personagens como Aeris, Samus e Nakoruru, podemos fazer futuramente um Top 10 Namoradinhas. Enquanto isso vão curtindo as safadas, digo, sensuais personagens de games.

(mais…)

 

Nascida no Playstation como um “clone de luxo” de Alone in the Dark, mas ganhando com o tempo um status muito mais prestigioso do que a própria franquia “clonada”, a série Resident Evil redefiniu os parâmetros para games de horror, tendo os levado a ter seu próprio gênero, o Survival Horror.

O primeiro Resident Evil mostrou ao mundo a que a série veio. Resient Evil 2 elevou tudo o que o game anterior proporcionada à décima potência, sendo um jogo maior e mais maduro, sendo considerados por muitos o melhor game da série. Resident Evil 3 não conseguiu manter o padrão que Resident Evil 2 proporcionou, mas ainda assim é um game muito bom e que mostrou ao planeta um dos antagonistas mais amados do mundo dos games: Nêmesis.

Eis que surge o Dreamcast, a “última esperança da Sega”. A Capcom oferece todo o apoio do mundo para o Dreamcast, quem se lembra do período do Dreamcast, sabe que a Capcom lançou muitas pérolas para o “console do espiral laranja”. No entanto, nenhuma das pérolas que a Capcom deixou para a biblioteca de games da Sega brilhou, ou brilha, mais do que o quarto game da franquia de Survivor Horror mais famosa do mundo, game esse que me predisponho a tratar aqui: Resident Evil: Code Veronica.

(mais…)

Graças aos avanços da tecnologia que está acessível a um maior número de pessoas, hoje podemos assistir vídeos e animações CGI criados a partir da imaginação e criatividade dos fãs, como esta bela animação do Superman vs Hulk. Claro, não é tão refinado quanto animações de poderosos estúdios de Hollywood (como Pixar e LucasFilm), mas impressiona bastante pela qualidade técnica. Reparem como o Superman é parecido com o ator Christopher Reeve, o homem que deu vida ao azulão nos antigos filmes, e “que fez todos acreditarem que o homem podia voar”. (mais…)

Lançado ontem (27/09/2011), tanto na PSN, quanto da Live, Resident Evil: Code Verônica retorna ao mundo dos games, agora, em uma versão remasterizada em HD.

Não se trata de uma versão refeita, seguindo os padrões visuais da atual geração. O trabalho aqui realizado pela Capcom é similar ao realizado para Resident Evil 4 HD, lançado na semana passada, ou seja, é o mesmo game original, mas com “perfumarias gráficas” que deixam o visual do game deveras charmoso.

(mais…)

Quando eu era “patotinho”, um pequenino gamer, vi um game que me fez ficar maravilhado com a beleza dos movimentos de seu personagem principal e com as peripécias que eu tinha de realizar para sobreviver e prosseguir. Era como se eu visse algo mágico acontecendo diante de meus olhos. Esse game foi Prince of Persia, o original, o primeiro e único!

A partir daí muitos remixes e “novas versões” surgiram, muitas delas competentíssimas e algumas horríveis, como a versão tridimensional do game para Dreamcast. Na verdade, todas foram muito genéricas se comparadas com a elegância e a revolução conseguidas pela versão original.

(mais…)

– um inovador RPG sobre a mitologia Nórdica –

O sucesso comercial de Valkyrie Profile acabou gerando outros games como Valkyrie Profile: Silmeria (PS2) e Valkyrie Profile: Lenneth (PSP), então sempre vale a pena dar uma relembrada nesse grande e inovador game da parceria entre Tri-Ace e Enix para o PS1. O saudoso console da Sony com certeza ficou marcado pelos seus inúmeros rpgs e Valkyrie Profile, lançado em 1999, certamente está entre os pesos-pesados, como a série Final Fantasy, Xenogears e Chrono Cross. Valkyrie Profile é um dos jogos mais inovadores que saiu para o Playstation e apresenta um enredo que gira em torno da mitologia nórdica. É um game inovador, complexo e maravilhoso que oferece muito aos jogadores: um sistema de batalhas divertido, personagens cativantes e um cenário com conflitos inimagináveis. Você vai se emocionar ao explorar os segredos e mistérios escondidos na história em geral, e apesar de ser um RPG, apresenta traços marcantes de outros estilos e é um dos mais belos games em 2D já feito, lembrando um pouco o estilo de outro grande clássico: Castlevania Symphony of the Night. (mais…)

É bom estar de volta!

Publicado: 28/09/2011 por Eduardo Farnezi em Artigos
Tags:

Sim, é muito bom estar de volta…

Não entendam isso errado, não estou falando estar de volta ao blog, afinal, ele é um “recém nascido”, o meu “estar de volta” se refere a voltar a atuar online fazendo o que mais gosto: Dar os meus “pitacos” acerca do mundo dos games. 

(mais…)

Em 2010 “Prince of Persia” (versão moderna) ganhou uma adaptação para as telas do cinema que fez um sucesso razoável, agradando a uns e desagradando outros. Por isso, vamos relembrar de um dos melhores jogos do herói criado por Jordan Mechner em 1989. Mas não estamos falando dos últimos títulos lançados, e sim claro da versão para Super Nintendo, lançada em 1992.

Nunca ouviu falar de Prince of Persia? Ou se ouviu foi apenas dos jogos mais recentes e não faz a mínima idéia do valor histórico deste game? Vergonhoso, mas não se preocupe, faremos um breve resumo para você ficar por dentro. Como já dito, foi lançado em 1989  originalmente para o computador Apple II  e logo de cara teve um grande impacto e repercussão no mundo dos games, por apresentar uma animação graciosa e realista dos personagens e uma ambientação cinematográfica nunca antes vista em um game.

(mais…)

Certamente um dos maiores clássicos que o Mega Drive tem em sua biblioteca de jogos é o game de pancadaria “Streets of Rage” (Bare Knuckle no original em japonês). Nove entre dez jogadores que tinham o console negro da Sega devem se lembrar do trio Axel, Adam e da gatíssima Blaze quebrando pau nas ruas da cidade para derrotar um sindicato criminoso que está aterrorizando a todos.

A história não prima pela originalidade, mas cumpre o seu papel em um game de beat’m up e tem um desenrolar bastante bom durante o jogo. A introdução nos mostra que uma cidade qualquer (não especifica o nome) já foi um lugar feliz e tranquilo, até que um dia uma poderosa organização criminosa tomou conta do lugar. O líder deste sindicato conseguiu se manter no anonimato, e de longe controla o governo e até mesmo a polícia corrupta da cidade. Logo a violência e destruição se espalharam e ninguém mais está seguro nas ruas da cidade. (mais…)

A minissérie online “The Guild” foi criada e escrita pela atriz Felicia Day (a Vi da série Buffy a Caça Vampiros), que também estrela fazendo o papel de Cyd Sherman (conhecida como Codex). A série existe desde 2007, mas muita gente por aí não conhece, então estamos postando aqui para que o pessoal gamer (ou não) possa conhecer, ou relembrar.

Se você curte jogos online como “World of Warcraft”, certamente vai se identificar com a série, que mostra a vida de um grupo de amigos pertencentes a uma Guilda Online, que passam horas jogando (e esquecendo da vida) de um MMO qualquer. A história se concentra na personagem de Felicia, que tinha uma vida normal até se “viciar” no jogo e largar tudo, está desempregada e faz terapia para largar o vício (até ser ‘despedida’ pela psicóloga). (mais…)

A Saga da Fênix Negra

 

A Saga da Fênix Negra, lançada há 30 anos na revista mensal dos X-Men, foi um grande sucesso que até hoje possui repercussões nas histórias dos famosos mutantes. Nesta saga, iniciada em 1980 por Chis Claremont e John Byrne, vamos ver um dos personagens principais dos X-Men, Jean Grey, transformar-se em uma entidade cósmica com poderes quase divinos, sendo corrompida aos poucos pelos seus pensamentos mais negros e sombrios, tranformando-se na onipotente Fênix Negra. Com o terceiro filme, X-Men: O Confronto Final, que usa elementos desta saga e com a volta da Fênix na saga “A Derradeira Canção da Fênix(Phoenix End Song, que começou aqui no X-Men Extra #58), nada mais justo para os novos leitores que têm a chance agora de ver toda a saga original que foi reunida em uma versão encadernada e lançada aqui no Brasil com o nome de “Os Maiores Clássicos dos X-Men: A Saga da Fênix Negra“. (mais…)

 

– Final Fantasy VII: Advent Children –

A animação que mudou o mundo

*matéria escrita no lançamento do filme em 2005

A essa altura do campeonato todo mundo, mesmo aqueles que não são ligados ao cenário dos videogames, já deve ter ouvido falar da série “Final Fantasy”, uma das mais tradicionais e famosas na área de games. Desde a era dos 8 Bits, a série vem acompanhando a evolução dos videogames e marcando a história gamística com jogos de produções primorosos, fantásticas histórias de fantasia e personagens inesquecíveis.

Em 1997 a história dos games ficou marcada com o lançamento de “Final Fantasy VII” para o Playstation  e a nova geração dos 32 Bits, tornando-se um dos mais importantes, amados e conhecidos jogos da série. O game é uma obra-prima da Square, com belos gráficos, um sistema inovador de batalhas, impactantes CGs, personagens maravilhosos e uma história fantástica e emocionante que maravilhou pessoas em todo o mundo.

(mais…)

Se você é um “geek” antenado, então já deve conhecer a série de livros “As Crônicas de Gelo e Fogo” de George R.R. Martin e já deve ter assistido a série “Game of Thrones”, produzida pela HBO. Mas caso não conheça, não se preocupe, basta ler a nossa matéria aqui que você ficará por dentro do assunto.

O vídeo abaixo foi feito pelo grupo College Humor, site especializado em fazer paródias de tudo que está bombando na cultura pop, seja quadrinhos, games, cinema, televisão, etc. E claro que a série de sucesso “Games of Thrones” também não escapou do humor deles. O que aconteceria se “Games of Thrones” fosse um jogo de RPG na época dos 16 Bits? Confira abaixo e descubra!

(mais…)

Rurouni Kenshin: Tsuiokuhen

kensword2.jpg

… Há cento e quarenta anos atrás, quando Kyoto estava no centro do turbilhão caótico chamado Bakumatsu no Douran, criado com a chegada dos navios negros de Matthew Perry, havia um paladino da Restauração, um guerreiro, chamado Hitokiri Battousai. Battousai era o espadachim mais poderoso, e retalhava as pessoas promovendo verdadeiras carnificinas e limpando o caminho para uma nova era, a Era Meiji. Mas, logo depois do tumulto, ele sumiu repentinamente… Enquanto seu desaparecimento continua um mistério, o nome Hitokiri Battousai se tornou uma lenda. E essas crônicas se iniciam no ano 10 da Era Meiji (1878) em Shitamachi, Tokyo…

(tirado do primeiro episódio de Rurouni Kenshin)

(mais…)