Olá mundo, de um old school gamer

Publicado: 22/09/2011 por Márcio Alexsandro Pacheco em Artigos
Tags:

Assim como milhares de pessoas ao redor do mundo, eu também resolvi adotar um blog (o primeiro da minha vida!) para compartilhar os meus pensamentos, alegrias, raivas e frustrações. Se funciona com tanta gente, porque não comigo também? Nada melhor então do que me apresentar, quem sabe algum dia alguém perdido acabe lendo isso (o que eu acho pouco provável).

Moro no sul da país, na (friorenta) cidade de Curitiba, jornalista formado (infelizmente desempregado) e como o nome deste blog sugere, um fã old school (ou seja, lá do tempo dos 8 e 16 bits) da décima arte: os videogames! Assim, juntei duas das minhas paixões, o jornalismo e os games. Mas para você me conhecer melhor, vou descrever como eu iniciei neste maravilhoso mundo eletrônico.

Minha infãncia começou nos saudosos anos 80 e o Atari era bem popular naquela época, com vários de meus amiguinhos tendo um em casa (e pouco tempo depois, após vários encheções à minha mãe, eu também teria um). Eu era muito pirralho, então dividia meu tempo com outras brincadeiras e claro, a televisão (uma das maiores invenções para as mamães).

Na medida em que fui crescendo, meu gosto e exigência pelos games também o foram, e assim conheci o Nintendinho 8 bits (na verdade um de seus genéricos nacionais, acho que era o Hi Top Game – algo assim) e conheci jogos como Super Mario Bros, Castlevania e Mega Man, que comparados aos do Atari, eram a revolução tecnológica. Isso já era no meio dos anos 80, eu também jogava bastante computador na casa de um amigo (que tinha um 486 com vários clássicos como The Secret of Monkey Island). Lá por 1988 conheci o grande rival do Nintendo, o Master System, que logo seria trazido para o Brasil pela Tec Toy.

E a medida que os videogames iam saindo, eu os ia comprando. Mega Drive, Super Nintendo, Sega CD, Saturn, PlayStation, N64, Dreamcast, PS2.Até o PLayStation 2 eu era um jogador bastante ativo, mas então algo apareceu para dar uma esfriada: a vida. Faculdade, emprego, trabalhos, contas a pagar, namoradas, problemas, problemas e mais problemas…. e jogar videogames não os resolvia, então dei um tempo para eles, mas sempre estava lendo sobre os lançamentos, dava umas jogadinhas na casa de amigos, lojas, internet. E assim eu vi a Microsoft surgir com o seu Xbox, a Sony dominar o mercado com o seu PS2 e a Nintendo ficando para trás após uma guerra de titãs com a Sega nos anos 90.

Depois a vi se reerguer com o Nintendo Wii, uma aposta que ninguém botava fé e hoje é o console atual mais vendido do mundo (com mais de 80 milhões de unidades, enquanto os concorrentes estão na casa dos 50 milhões). A Sony quase levou uma invertida com o seu PlayStation 3 e sistema Blu-Ray, mas conseguiu virar o jogo no segundo tempo, enquanto a Microsoft conseguiu conquistar o seu espaço com o Xbox 360.

Hoje os games (e os jogadores) são totalmente diferentes daqueles com os quais comecei nos anos 80/90, mas uma coisa continua a mesma: se divertir enquanto joga. Quando eu era criança, jogava despreocupado, era só diversão e bagunça com os amigos. Hoje, adulto e com preocupações maiores como emprego e contas (felizmente não sou casado e com filhos, senão podia ser pior), eu jogo para esquecer os problemas, para ser levado a outro mundo/universo, em que eu posso ser o herói e pelo menos virtualmente, ter um final feliz ao “salvar a princesa” (se bem que os games atuais não usam mais esses clichês, com exceçãode Mario e Zelda).

Claro, não posso mais ficar o dia inteiro jogando como fazia quando era criança, mas são duas horas (mais ou menos) em que eu posso me desligar do mundo real, relaxar e me divertir com um Wii ou um Xbox 360 (ou ainda através de emuladores com jogos clássicos do Mega Drive e Super Nintendo).

Bom, por enquanto acho que está bom, numa segunda parte eu continuo essa história, contando como entrei no mundo do jornalismo.

comentários
  1. helinux disse:

    falou andromeda!!!!! conciliar a vida com video game está cada vez mais hard!!!!aqui esquecemos um pouco dos nossos problemas e conhecemos pessoas que ainda gosta dos antigos sistemas!!!!!continuem com o projeto,,,tá legal!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s