Arquivo de maio, 2012

 A série “Valis” é mais um daqueles bons e velhos jogos que ficaram esquecidos nas gerações mais antigas dos videogames (games como “Streets of Rage”, “Contra”, “Thunder Force”, “Wing Commander”, entre outros) e que mereciam voltar na geração atual dos videogames.

No caso de Valis, a série acabou morrendo mesmo na geração dos 16 Bits, mas antes disso teve toda sua glória em videogames como o Mega Drive e o PC-Engine. O primeiro jogo foi lançado em 1986 para os consoles MSX, e ganhou quatro sequências diretas, sendo o último “Valis IV”, lançado em 1991 para o PC-Engine (e uma versão para o SNES, o “Super Valis IV”).

Durante estes cinco anos a série teve quatro games, um número bastante expressivo que nem grandes nomes da época conseguiram igualar (como “Streets of Rage” ou “Golden Axe”) o que prova que realmente foi um sucesso para a sua fabricante, a Telenet (mais lembrada aqui como a saudosa Renovation/ Wolfteam). (mais…)

Anúncios

The Guild – Quinta Temporada

Publicado: 31/05/2012 por Márcio Alexsandro Pacheco em Artigos, Humor, Notícias
Tags:, ,

Assista abaixo a quinta temporada da divertida web-série “The Guild”, idealizado e protagonizado pela atriz geek e gatinha Felicia Day, que mostra o dia-a-dia de um grupo de pessoas viciadas em jogos MMO, estilo “World of Warcraft”. Esta é a atual temporada, que ainda está sendo lançada na internet, e que se encontra em seu sétimo episódio. Mas por enquanto, apenas quatro episódios foram lançados em português, a medida que os próximos sejam lançados, vamos publicá-los aqui. Assista abaixo as temporadas anteriores:

Primeira temporada

Segunda temporada

Terceira temporada

Quarta temporada

Episode 1 – Road Trip!

(mais…)

The Guild – Quarta Temporada

Publicado: 31/05/2012 por Márcio Alexsandro Pacheco em Artigos, Humor, Notícias
Tags:, ,

Assista abaixo a quarta temporada da divertida web-série “The Guild”, idealizado e protagonizado pela atriz geek e gatinha Felicia Day, que mostra o dia-a-dia de um grupo de pessoas viciadas em jogos MMO, estilo “World of Warcraft”. Assista abaixo as temporadas anteriores:

Primeira temporada

Segunda temporada

Terceira temporada

Episode 1 – Epic Guilt

(mais…)

The Guild – Terceira Temporada

Publicado: 31/05/2012 por Márcio Alexsandro Pacheco em Artigos, Humor, Notícias
Tags:, , ,

Assista abaixo a terceira temporada da divertida web-série “The Guild”, idealizado e protagonizado pela atriz geek e gatinha Felicia Day, que mostra o dia-a-dia de um grupo de pessoas viciadas em jogos MMO, estilo “World of Warcraft”. Para assistir a primeira temporada, clique aqui, e para assistir a segunda temporada, clique aqui.

Episode 1 – Expansion Time

(mais…)

The Guild – Segunda Temporada

Publicado: 31/05/2012 por Márcio Alexsandro Pacheco em Artigos, Humor, Notícias
Tags:, ,

Assista abaixo a segunda temporada da divertida web-série “The Guild”, idealizado e protagonizado pela atriz geek e gatinha Felicia Day, que mostra o dia-a-dia de um grupo de pessoas viciadas em jogos MMO, estilo “World of Warcraft”. Para assistir a primeira temporada, clique aqui.

Episode 1 – Link the Loot

(mais…)

No terceiro episódio da quarta temporada, Sonic e Thunderhead precisam arranjar um meio de ganhar dinheiro rápido, e assim vão acabar nos torneios de “Pokémon”!

Sonic vai parar na cadeia e encontra um antigo colega, e juntos conseguem escapar, mas acabam saindo bem no meio de uma batalha de “Final Fantasy”. Agora tudo pode acontecer!

Sonic está na pior e seu antigo companheiro, Tails, está nadando no dinheiro. O ouriço tenta arranjar emprego nos antigos games do Atari, mas não tem muito sucesso, como o clássico “Space Invaders” e “ET – O Extraterrestre”.

Elas são lindas, talentosas e famosas. E de um jeito ou de outro, estão relacionadas com videogames. E foi por isso que nós garimpamos a internet em busca de lindas mulheres famosas que curtem uma diversão eletrônica. Foi mais difícil do que eu pensava, mas acabei achando um bom número de gatas (inclusive para uma parte 2 futuramente) que já fizeram comerciais, filmes, dublagem ou que já disseram em entrevistas que jogam videogames. Algumas são bem famosas, outras nem tanto, mas o que todas têm em comum é que são absolutamente lindas. E caso você saiba de mais atrizes famosas que curtem games, podem mandar aqui para nós para incluir na futura lista. E não deixe de conferir os nossos Top 10 gostosonas e namoradinhas. Confira abaixo o nosso Top 10 – Belas e Famosas. Divirtam-se!

(mais…)

Na retro-análise de hoje teremos um dos jogos mais criativos, inovadores e divertidos da era 16 bits, ao lado de outros games como “Ecco The Dolphin” (leia análise aqui) e “Comix Zone”: “ToeJam & Earl”, para Mega Drive. TJE foi lançado em 1991, ano em que o Mega Drive ainda dominava o mercado americano de videogames (e está agora disponível na PSN e XBLA).
_______
Naquela época a Sega procurava um mascote para representá-la e para enfrentar o bigodudo do Mario da Big N. ToeJam & Earl foi um projeto apresentado para a Sega por Greg Johnson, que usou conceitos de games como  o clássico “Rogue” e  o scifi de 1986, “Starflight”, para criar os personagens e a história, junto com o programador Mark Voorsanger. A proposta, com uma dupla de aliens funks (funk/rap americanos, não essa porcaria que tem aqui no Brasil – nos anos 90 esse gênero era bem popular), chegou perto de ser aceita, mas a Sega achou que os dois alienígenas eram tranquilos demais em suas atitudes e com uma personalidade muito americana.
_________
Então “Sonic The Hedgehog”  surgiu e ganhou o posto de mascote oficial, mas o projeto “ToeJam e Earl” tomou forma e foi lançado exclusivamente para o Mega Drive, sendo um grande sucesso também. Muitos fãs consideram ToeJam e Earl as mascotes extra-oficiais do Mega Drive, e não é a toa. Os personagens são super carismáticos e o game tem pitadas de humor incrível.
criatividade até no logo de abertura

Com o sucesso de “Time Gal” para o console da Sega, a Wolf Team  resolveu investir pra valer nos jogos interativos conhecidos como FMV (Full Motion Video). “Thunder Storm FX”, também conhecido como “Cobra Command” fora do Japão, foi o segundo game nesse estilo a sair com o logo da empresa para o Mega CD.

Nascido para os fliperamas pela extinta Data East e passando ainda pelo MSX, Saturn e Playstation (em versões que não eram da Wolf Team, mas que são praticamente idênticas) “Thunder Storm” é um jogo de guerra, onde você pilota nada mais nada menos que um Apache LX-3FX, umas das maiores e mais avançadas (naquela época, hoje já existem Apaches mais modernos) máquinas de guerra dos EUA.

Como todo bom jogo interativo, esse também contém muitas cenas animadas de muita ação para entreter o pessoal durante um bom tempo. Novamente uma boa memória e bons reflexos serão necessários para você se dar bem nesse game. Os estilos de jogos FMV teve seu auge em meados dos anos 80 e boa parte dos 90, uma febre que se alastrava principalmente nos fliperamas, com o clássico “Dragon´s Lair” como carro chefe dessa febre, entre outros como “Space Ace” e o faroeste “Mad Dog Mac Gree” (que chamava a atenção pelo seu gigantesco telão e atores reais).

assista a abertura de “Thunder Storm FX”

(mais…)

E chega os FMVs

O primeiro jogo da Wolf Team a aparecer no Mega CD trazendo para os consoles domésticos um estilo de jogo que até então só tinha nos arcades e micro-computadores, como o MSX: os jogos interativos, também conhecidos como FMVs (Full Motion Videos). Time Gal foi originalmente feito para os Arcades pela Taito e apresentava uma nova forma de se jogar fliperamas. Você joga como se estivesse assistindo a um desenho animado, tudo em terceira visão. Durante o jogo, você terá que tomar algumas decisões para movimentar a heroína ou fazendo-a atirar, enquanto você assiste a animação, ou seja, é um jogo onde você precisa ter mais reflexos e boa memória do que habilidades e técnicas com o controle.

Com o Mega/Sega CD, a Wolf Team viu a oportunidade de trazer esse estilo de jogo para os videogames caseiros, o que foi uma decisão acertada em cheio, pois com o sucesso de Time Gal para o console da Sega, abriria os portões para outros jogos antigos desse estilo que voltariam a vida no Mega CD. Um estilo de jogo completamente esquecido hoje em dia e que com certeza vale a pena dar uma relembrada nessa época, onde esses tipos de jogos dominavam.

Os jogos em FMV dividiam a opinião dos gamers, muitos adoravam e outros odiavam, por não ser exatamente um “jogo”, mas um filme (no caso aqui desenho) em que você ficava assistindo. Eu mesmo gostava, para mim era uma novidade, uma coisa diferente e como eu já gostava de desenhos japoneses, não poderia ser melhor. É inegável o sucesso dos FMV nos anos 80/90, havia dezenas de fliperamas com esse tipo de jogo e o Sega CD foi o console campeão de quantidade de games em FMV, alguns muito bons e inovadores como o clássico “Night Trap” e outros verdadeiros filmes Trash de segunda categoria.

 

Vários perigos esperam por nossa heroína, como os homens das cavernas

  (mais…)

Durante sua longa carreira o Mega Drive teve inúmeros títulos de games em sua galeria, e um dos estilos que sempre marcou o console eram os jogos estilos shooters (ou shoot’m up, também conhecidos como jogos de “navinhas), que geralmente faziam bonito no console de 16 Bits da Sega, por causa de seu rápido processador que permitia jogos rápidos e com muitos inimigos na tela. Desde o lançamento de “Thunder Force II”, um dos primeiros shooters do console, até o maravilhoso Ranger X, um dos últimos a ser lançado, o console teve uma das melhores galerias de shooters dos 16 Bits. E uma coisa eu digo com certeza: “ Thunder Force IV” está entre os melhores shooters (senão o melhor) já lançados na história dos videogames!

A série Thunder Force, hoje meio esquecida, fez história nos anos 80 e 90, marcando toda uma geração de gamers. Produzido pela saudosa Tecno Soft, o primeiro game foi lançado em 1983 para os computadores japoneses da época, mas foi no Mega Drive que a série ficou conhecida e onde havia achado o lugar perfeito para o seus games, como o Thunder Force II, III e IV, todos excelentes shooters e com qualidade excepcional. O último game da série foi “Thunder Force VI”, lançado apenas no Japão para PlayStation 2 em 2008, mantendo a excelente qualidade da franquia.

assista a introdução e a primeira fase de TF4

(mais…)

– Uma das maiores séries de shooter da história –

Certamente na época dos 16 Bits o Super Nintendo era imbatível com seus maravilhosos RPGs, porém havia um gênero que ele levava uma surra bonita do Mega Drive: os shooters (ou shoot’m up).

Um estilo já há bastante tempo esquecido pela revolução dos 3D (provavelmente os últimos shooters decentes saíram para Dreamcast como Giga Wings – e destaque para Gradius V para PS2) os shooters faziam a cabeça dos gamers nos anos 80 e 90.

O Mega Drive possui uma biblioteca de shooters bastante expressiva, muitos deles já clássicos na história dos videogames, como Gaiares (leia análise aqui), Sol Feace (leia análise aqui), Gleylancer (leia análise aqui), Silpheed (leia análise aqui) e a própria série Thunder Force, que teve três games para o console da Sega, sendo sua obra-prima o Thunder Force IV.

O primeiro Thunder Force, feito pela saudosa Techno Soft (que deixou de existir em 2001), saiu em 1983 para computadores japoneses e mostrava o terrível Império ORN dominando a galáxia e desafiando a Federação Galáctica, que manda seu melhor piloto na última esperança da humanidade, a nave “Fire Leo”, para localizar e destruir a base da ORN.

(mais…)

Após alguns anos esquecido, o Cavaleiro das Trevas está com tudo, tanto nos games, como no cinema e nos quadrinhos. Por isso, nada melhor que matar as saudades dos jogos clássicos do herói mascarado, e um dos seus melhores momentos nos videogames foi em “The Adventures of Batman & Robin” para Mega Drive lançado em 1995, pela já falecida Clockwork Tortoise. A data marca a chegada do Playstation ao mercado e a decadência da era 16 bits, mas não se iluda, Batman e Robin com certeza é um dos melhores games que já apareceu no Mega Drive, usando as capacidades do console ao extremo.

O game é baseado no aclamado desenho animado e possui todo o visual e personagens da série de TV. “The Adventures of Batman e Robin” ainda teve versões para Super Nintendo e Sega CD, mas são completamente diferentes da do Mega Drive (mas muito boas também). A grande vantagem dessa versão para as outras é que podia ser jogada com duas pessoas ao mesmo tempo, uma controlando Batman e a outra o Robin (nada de Batgirl).

assista ao trailer do game

(mais…)