Crítica: Os Vingadores – filme é uma curtição para todos os públicos

Publicado: 08/05/2012 por Márcio Alexsandro Pacheco em Crítica/Filmes
Tags:, , , , , , , , , , ,

Os Vingadores (The Avengers)
EUA , 2012 – 143 minutos
Ação/Super-heróis

Direção:
Joss Whedon

Elenco:

Robert Downey, Jr, Chris Evans, Mark Ruffalo, Chris Hemsworth, Scarlett Johansson, Jeremy Renner, Tom Hiddleston

Nota: 9/10

A famosa equipe de super-heróis da Marvel finalmente teve sua grande estreia nos cinemas. Anunciado pela primeira vez em 2005, o projeto só começou a andar mesmo depois do sucesso do primeiro filme do Homem de Ferro, de 2008.

Desde então, quatro outros filmes tiveram sua história compartilhada para o que seria o filme dos Vingadores: “O Incrível Hulk” (2008), “Homem de Ferro 2” (2010), “Capitão América: O Primeiro Vingador” (2011) e por último “Thor” (2011).

Os Vingadores: Viúva Negra, Thor, Capitão América, Gavião Arqueiro, Homem de Ferro e Hulk

O filme, que conta com direção do diretor “nerdão/geek” Joss Whedon (criador de séries de sucesso como “Buffy a Caça Vampiros”, “Angel” e “Firefly” – e fã confesso de quadrinhos) pode não ser a melhor obra do mundo cinematográfico, mas com certeza é uma experiência descontraída e divertida.

O enredo pega as pontas soltas dos filmes anteriores e nos mostra o maléfico Loki (Tom Hiddleston) invadindo a Terra e roubando um poderoso artefato que pode causar a destruição do planeta. Uma ameaça dessa grandiosidade não deixa escolhas para Nick Fury (Samuel L. Jackson), diretor da super agência de espionagem SHIELD, que reúne indivíduos superespeciais para a equipe conhecida como Os Vingadores, para deter Loki e a destruição da Terra.

O roteiro é bem simples, não conta com grandes reviravoltas e é até bem previsível, ainda mais se você conhece os heróis dos quadrinhos, ou mesmo se assistiu a todos os filmes anteriores. Mas convenhamos, juntar tantos super-heróis diferentes num único filme não é tarefa das mais fáceis. Mas Whedon foi feliz em seu projeto, e conseguiu juntar todos e ainda criar momentos surreais dignos das melhores histórias de quadrinhos, que não deixará nenhum fã decepcionado.

Hulk Esmaga, graaauuurrrrr

É claro que a reunião de tantos heróis não podia faltar um quebra-quebra memorável gerado pelo conflito de egos entre eles, com embates grandiosos e explosivos como os de Thor contra Hulk e Homem de Ferro versus Thor, que garantem esses momentos. A experiência de Whedon em tantas séries de TV (e praticamente nenhuma no cinema) fornece a cada superprotagonista o seu devido espaço e interação na tela. Até mesmo o sem graça do Gavião Viado Arqueiro aparece com destaque na narrativa (e mesmo assim continua sendo um xaropão, tanto como nos quadrinhos). O Agente Carlson, que apareceu em todos os filmes, também tem grande destaque e é um dos elementos chave pela união da equipe.

A interação e energia do elenco é fantástica, todos estão muito bem em seus respectivos papeis, com cada ator defendendo com talento e carisma os seus personagens. Robert Downey Jr se destaca no filme, fazendo um Tony Stark / Homem de Ferro carismático e descolado, que certamente vai garantir uma legião de fãs e seguidores entre os mais jovens. Já Chris Evans faz um Capitão América mais sério e politicamente correto (poderiam ter melhorado o uniforme dele para o filme), Chris Hemsworth continua imponente com o seu martelo de Thor, e até Scarlet Johansson possui algumas boas cenas com a sua sem graça Viúva Negra. O novato do time, Mark Ruffalo (que substituiu Edward Norton do filme de 2008) como o novo Hulk se entrosou bem com a equipe, especialmente com os debates cientifícos com Tony Stark. Sua contraparte verde e furiosa também está bem retratada na tela através da compuitação gráfica.

O Deus do Trovão

Outro ator que merece destaque é Tom Hiddleston, que interpreta novamente o vilão Loki, porém agora bem mais à vontade em seu papel do que em Thor, esbanjando talento ao dar vida ao personagem manipulador, ganancioso e inescrupuloso.

Na parte técnica o filme também faz bonito, com excelentes efeitos especiais, trilha sonora assinada por Alan Silvestri que destaca os momentos de ação e dramáticos e principalmente, bons efeitos em 3D, que valem o preço do ingresso.

Em alguns momentos o roteiro fica meio arrastado, com sequências que tropeçam um pouco, mas nada que faça o espectador perder o interesse pelo filme.

“Os Vingadores” é um sonho realizado para quem, como eu, cresceu lendo as fantásticas histórias desses heróis e que acompanha o Universo Marvel. Mas mesmo que você não seja um leitor dos quadrinhos, irá curtir o filme, pois ele é bem estruturado, aproveita todo o seu elenco e vai garantir boas doses de diversão.

E aguardem pela cena pós-créditos, que promete que o espetáculo não termina aqui.

Spoiler: Se você não sabe quem é a figura que aparece na cena pós-créditos, aquele é Thanos, um vilão intergaláctico que planeja destruir o Universo. E se você quiser assistir à melhor cena ever de um filme de ação, clique aqui ou assista a esse vídeo no youtube)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s