World of Illusion – “Alakazam”, mais uma jogo mágico imperdível da parceria Sega/Disney

Publicado: 02/06/2012 por Márcio Alexsandro Pacheco em Análises, Mega Drive
Tags:, , , , , , ,

Jogos da Disney produzidos pela Sega eram garantias de títulos de excelente qualidade nos bons e velhos tempos da geração 16 Bits (dobradinha essa inesquecível no mundo dos videogames). Foi assim com os clássicos “Castle of Illusion” e “QuackShot”, e o mesmo padrão de alta qualidade se repetiu no ótimo “World of Illusion”, uma sequência espiritual de “Castle of Illusion” e de “Land of Illusion” (esse exclusivo para Master System e Game Gear).

estrelando Mickey Mouse e Pato Donald

Diferente de “Land of Illusion”, que usava a fórmula e mecânica de sucesso de Castelos das Ilusões, “World of Illusion”, lançado em 1992, apresentava várias novidades em sua jogabilidade, como o ataque agora com capas mágicas (sem as clássicas bundadas)  e a opção de dois jogadores simultâneos na tela, sendo que o segundo jogador controlava a co-estrela do game, o Pato Donald. Além disso o jogo possui gráficos e visuais lindíssimos, com o toque de magia Disney que só a Sega sabia retratar em seus games.

A história é bem simples: Mickey e Donald vão fazer uma apresentação de mágica para toda a turma (Pateta, Minnie, Margarida, Huguinho, Zezinho e Luisinho, entre outros). Numa noite quando os dois estavam treinando as mágicas, Donald acha uma misteriosa caixa atrás do palco. Os dois acabam sendo sugados para dentro da caixa e indo parar em outro mundo, o Mundo das Ilusões, controlado por um misterioso mago maligno (que é na verdade o xarope Bafo de Onça), que desafia os dois a encontrá-lo com os seus truques baratos. Se os dois o derrotarem, poderão sair de dentro da caixa mágica.

Mickey e Donald usam capas mágicas como armas

fases verticais e horizontais

a tradicional fase das aranhas

 assista a primeira fase do game

Assim começa a aventura, que apresenta músicas, animações e visuais inspirados em clássicos da Disney, como Aladdin, a Pequena Sereia, Alice No País das Maravilhas e Pinóquio. Esses personagens não chegam a aparecer no game, mas Mickey e Donald atravessam por cenários inspirados em suas animações. Essa salada mista inclusive, que deu muito certo, serviria de inspiração anos depois para a produção de outro clássico, “Kingdom Hearts”.

A grande sacada que a Sega fez em “World of Illusion” foi oferecer um fator replay altíssimo, mesmo depois que você termine o jogo. Você pode escolher jogar com o Mickey ou o Pato Donald, e dependendo de quem escolher, algumas fases sofrerão mudanças, com caminhos diferentes e fases exclusivas para cada um. Em tempo, os cenários do Donald são bem mais difíceis do que do Mickey, exigindo um maior nível de habilidade e técnica para pular plataformas e buracos (como a criançada gostava mais do Mickey, as fases dele são um pouco mais fáceis).

Além disso há também o modo para dois jogadores simultâneos, que apresenta mecânicas exclusivas para essa modalidade, em que os jogadores terão que cooperar um com o outro para passar fases, como alcançar lugares mais altos, passar por passagens estreitas (geralmente o Donald fica preso por causa de seu rabão penado), entre outras coisas. Os cenários possuem design geniais e criativos, que exploram bem a habilidade dos jogadores.

“ride on a magic carpet”

em dois os jogadores precisam se ajudar para completar as fases

ajude Donald a passar por passagens estreitas

Diferente de Castle e Land, os jogadores não podem pular em cima dos inimigos para derrotá-los, e sim usar uma capa mágica que os transforma em flores, cartas e outros objetos inofensivos. Há também um botão para correr, que será útil em várias partes do games (mas nem pense em sair correndo que nem louco, pois sempre aparece algum inimigo pela frente).

Durante o caminho, os dois podem aprender algumas magias, como invocar o tapete mágico do Aladdin, criar uma bolha de ar para se aventurar debaixo do oceano, e de se teletransportar e construir pontes de cartas para atravessar buracos.

Os gráficos são fantásticos, super coloridos, detalhados e muito bem feitos, tanto dos cenários como os dos vários inimigos presentes. As músicas também possuem composições inspiradas bem ao estilo Disney de ser, alegres e carismáticas, totalmente de acordo com o clima do jogo. Mickey e Donald ainda possuem vozes, que falam a palavra mágica “Alakazam”. Destaque para o Pato Donald pronunciando a palavra com sua voz característica. Escute alguns dos temas musicais abaixo:

Stage 1

Stage 7

Final Battle

O game não é muito longo, mas possui uma dificuldade mediana que vai dar trabalho para os jogadores não tão habilidosos em jogos de plataforma. Mas como o fator replay é alto, é  um jogo para ser apreciado diversas vezes por várias horas. Sem dúvida um título obrigatório para fãs de jogos de plataforma ou dos personagens Disney, é um dos melhores que você vai encontrar no mercado.

Conclusão:World of Illusion” não é tão popular quanto “Castle of Illusion” ou “QuackShot”, mas certamente possui uma qualidade tão boa, ou melhor, que esses dois clássicos. Padrão de qualidade Disney feito pela Sega em seu auge. O que mais você poderia querer em um game?

Nome: World of Illusion: Starring Mickey Mouse & Donald Duck

Sistema: Mega Drive

Desenvolvedora: Sega

Ano de Lançamento: 1992

Nota da análise: 10/10

+ Gráficos e visuais fantásticos

+ Cenários exclusivos para cada personagem

+ Modo de 2 jogadores cooperativo, com fases exclusivas

+ Músicas adoráveis

+ Donald falando “Alakazam” (impagável)

+ Design das fases e cenários criativos e bem elaborados

O game poderia ser mais longo

“Alakazam”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s