Nier – variedade visual, uma boa história e trilha sonora definem este jogo

Publicado: 12/09/2012 por Márcio Alexsandro Pacheco em Análises, PS3, Xbox360
Tags:, , , , ,

 *análise escrita no lançamento do game

Nier foi lançado como um jogo exclusivo para o Xbox 360 no Japão e agora chega ao ocidente também para o PlayStation 3. Um outro jogo também foi lançado no Japão, chamado “Nier Replicant”, esse exclusivo para PlayStation 3. A diferença entre elas é que a versão japonesa mostra o  protagonista como um adolescente típico de animes, enquanto que as versões ocidentais mostram um herói mais velho, bruto e musculoso (segundo a Square-Enix, mais atrativo para o público ocidental).  Nier é um jogo que provavelmente não fará muito sucesso por aqui, apesar de apresentar um sistema bacana com uma jogabilidade bastante simples e eficaz.

Se você ficar marcando bobeira, os inimigos te cercam numa roda de linchamento…

Ele é um RPG de ação, ambientado em um mundo apocalíptico e em ruínas, infectado por doenças e criaturas sombrias letais. O tema principal aqui é o amor paternal e a amizade. O jogador irá assumir o papel do protagonista Nier, um homem com os seus quarenta e pouco anos, cujo propósito na vida é encontrar uma cura para sua filha, infectada com a sombria doença “Black Scrawl”, que assola a humanidade. Com a ajuda de aliados poderosos e de um livro misterioso, Nier deverá enfrentar hordas de seres bizarros e gigantescos, descobrir a verdades sobre a doença, sua filha e até sobre si próprio.

Para além do personagem principal, temos alguns personagens suporte bem interessantes. Temos a guerreira parceira de Nier, uma jovem mulher chamada Kaine,  que se revela uma surpresa um tanto inesperada: em algum momento anterior à história do jogo, ela foi possuída por um demônio, tornando-se assim hermafrodita. Como resultado disso ela foi mal-tratada desde muito nova, e por causa disso passou a realçar excessivamente seu lado feminino através das suas roupas. Mesmo assim seu comportamento, atitude e fala são extremamente rude e masculinos.

Você gosta de personagens femininos? Ou de masculinos? Que tal os dois em um só?

Temos também Grimoire Weiss, um livro mágico falante e seu companheiro inseparável, já que é através dele que Nier usa suas habilidades especiais e poderes surreais concedidos por ele, além de novos ataques e upgrade das armas. Um dos melhores personagens do game, que irá render vários diálogos criativos e engraçados, com piadas e deixas bem sacadas. Suas verdadeiras intenções, sejam elas boas ou más, são um mistério. E por fim o Nº7, um estranho esqueleto que usa um robe e ataca usando magias, que vai se juntar à Nier e seus companheiros.

Apesar de ser ambientado no futuro de 2049, Nier possui um visual de fantasia medieval em um mundo pós-apocalíptico. Os principais inimigos sãos as criaturas Shades, que variam em tamanho e número, ficando mais agéis e fortes conforme se progride no game. Apesar de apresentar alguns elementos de RPG, como os níveis, poderes e customização de armas, quase tudo é feita de maneira automática, sendo a ação hack n’ slash o ponto forte do título. Você pode acionar habilidades do seu personagem, que se resumem em se esquivar ou proteger (que se revela nada eficaz contra os inimigos), além de várias magias, utéis para atacar inimigos à distancia (como no bom e velho estilo de games shooters) ou para quando se encontrar cercado de inimigos. As armas variam entre espadas, machados e lanças, que poderão ficar mais fortes através de upgrades.

Olha o bichão grande e feio que te aguarda…

O jogo não é muito longo, possui algumas side quests, mas em sua maioria são monótonas (como pescar e plantar vegetais) e não agregam nada de novo (e as vezes nem recompensas você ganha por completa-las), podendo visitar várias cidades e vilas recheados de personagens NPC. Graficamente o jogo se revela bastante simples, não havendo nenhum impacto visual que impressione, seja no design artístico dos personagens ou da construção dos cenários, que são até bem variados. As batalhas são bem eficazes, especialmente contra monstros gigantes mais elaborados, que vão exigir uma elaboração de estratégia à parte. Os comando são restritos ao protagonista, enquanto os seus companheiros auxiliam de forma automática. Comandos e mecânica simples garantem a funcionalidade dos combates, não espere nada muito complexo como uma Bayonetta ou Ninja Gaiden. O jogo apresenta vários labirintos, que podem variar os ângulos de câmera, por vezes jogando num estilo 2D, e outras numa perspectiva isométrica (como nos antigos RPGs de 16 Bits), o que é excelente para dar uma variedade e não cansar o jogador visualmente. Há também inúmeros puzzles para serem resolvidos, uns mais simples, outros bem mais complicados.

A trilha sonora é estupenda, com composições empolgantes que embalam bem a aventura. Os efeitos sonoros são básicos e as dublagens não apresentam nada de especial, mas destaco o trabalho do dublador de Weiss, certamente o melhor do jogo que rouba o show com os seus comentários sarcásticos.

veja a introdução do game

Conclusão: Nier é um game que não irá agradar à todo mundo. Se você procura um jogo com fortes elementos de RPG, procure por outro game. Apresenta boas e novas ideia, mas que foram mal estruturadas. O aspecto mais positivo de Nier é a sua intrigante e misteriosa história e suas personagens interessantes, que prendem a atenção do jogador. Também apresenta uma jogabilidade deveras variada, porém bastante simples e sem complicações.  Outro ponto positivo são os vários ângulos de câmera usados, que variam em 3D, 2D e visão isométrica, numa boa variedade que não cansa o jogador. Está longe de ser um título memorável, mas pode divertir por um fim de semana com jogadas despretensiosas.

Nome: Nier

Sistema: PS3 e X360

Desenvolvedora: Cavia

Ano de Lançamento: 2010

Nota da análise: 6/10

+ História envolvente
+ Comandos e mecânica simples
+ Excelente trilha sonora
 Gráficos pobres; boas ideias mal executadas

comentários
  1. até tentei jogar… mas não rolou, realmente… boas idéias mas mal executadas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s