Top 10 – Robôs nos Games

Publicado: 28/09/2012 por Márcio Alexsandro Pacheco em Top 10
Tags:,

Os robôs sempre despertaram a curiosidade do homem, e a cada dia estão mais presentes em nosso cotidiano, seja nos livros, nos filmes, nas indústrias e claro, nos videogames. Além do mais, robôs são muito legais (mesmo os gigantescos e destruidores) e todos os adoram. Foi pensando nessa tema que nós trazemos a você “asimoviano” o “Top 10 – Robôs nos Games”, em que selecionamos alguns (dos milhares) representantes de metal que já participaram em algum game. Claro que a lista é imensa, e muitos tiveram que ficar de fora, mas esperamos que vocês curtam a nossa lista, e se você tem algum favorito que não está aqui, pode mencioná-lo nos comentários. Então suba em seu mech, ligue os motores e vamos para o Top 10!

 Bônus Time

Metal Sonic/E102 – Gamma (Sonic)

A série Sonic desde o seu início contou com robôs em sua história, destacamos dois deles aqui. O primeiro é Metal Sonic, que apareceu pela primeira vez no jogo “Sonic CD”, raptando Amy Rose. Ele é uma versão robótica malvada de Sonic, bastante agressivo, irônico e se acha superior a qualquer um, inclusive o seu próprio criador, Dr Eggman/Robotnik. Outro robô que merece destaque é o E-102 Gamma, que apareceu pela primeira vez em “Sonic Adventure” para Dreamcast. Este robô protagonizou uma das cenas mais emotivas da época, desenvolvendo sentimentos nobres (robôs também tem sentimentos), traindo o seu criador e libertando os seus “irmãos robôs”, para então se sacrificar para destruir o Egg Carrier. Sem a sua versão robô, E-102 vira um pássaro rosa (um Flicky) e passa a viver livre com os seus irmãos pássaros.

R.O.B. (NES)

Você talvez já tenha visto esse personagem em “Mario Kart DS” ou em “Super Smash Bros Brawl”, mas o que provavelmente você não sabe é que ele foi criado pela Nintendo em 1985 como um acessório para o NES. R.O.B. (Robotic Operanting Buddy) tinha a intenção de ser uma espécie de um “amigo jogador” em forma de robô, para os adolescentes solitários dos anos 80. Com apenas dois jogos lançados que permitiam o seu funcionamento, o simpático robozinho era lento e barulhento, e era pior companheiro de jogo do que a chata da sua irmã/irmão menor, o que inevitavelmente resultou em um fracasso de vendas. Chegou a aparecer em figurante em alguns jogos da Nintendo e como personagem secreto nos dois games citados acima.

TOP 10

10 – Ranger-X (Mega Drive)

Um jogo muito legal, porém meio obscuro para Mega Drive, em que o jogador pode controlar o robozão/mecha Ranger-X, a arma suprema e a única chance dos humanos salvarem o mundo, e a galáxia, de um grupo terrorista do futuro. Um game que vale a pena dar uma olhada!

    

09 – Robocop vs Terminator (Mega Drive/Super Nintendo)

Ok, Robocop não é um robô e sim um ciborgue, mas tanto ele como o Exterminador faziam grande sucesso nos anos 80/90, atiçando a imaginação das pessoas no que aconteceria num confronto entre os dois (assim como com Alien vs Predador). O encontro veio primeiro nos quadrinhos, e então surgiu nos videogames, e apesar de lançado para Mega Drive e Super Nintendo, os dois jogos são bem diferentes (a versão para Mega Drive era muito melhor e superior).

    

08 – Battletech/MechWarrior 3050 (Mega Drive/Super Nintendo)

Apesar dos nomes diferentes, o game é o mesmo para o Mega Drive e Super Nintendo. Baseado no jogo de tabuleiro de guerra tático, os jogadores controlam robôs gigantes num futuro distante, destruindo tudo que encontrar pela frente. A sua mecânica lembra bastante o estilo do jogo “Desert Strike”, com uma visão isométrica. Um excelente game de altíssima qualidade em ambos os consoles, para quem gosta de combates titânicos com os gigantes de aço!

    

07 – Quadraxis (Metroid Prime 2)

Quadraxis é um gigantesco e mortífero robô que marca presença no jogo “Metroid Prime 2”, protegendo os portões do ninho das criaturas alienígenas Ing. Ele dá bastante trabalho para a nossa bela heroína, Samus Aran, que o derrota e continua sua luta contra os terríveis Ing.

    

06 – Wren (Phantasy Star)

O robô mais famoso da série “Phantasy Star” da Sega, apareceu pela primeira vez em “Phantasy Star III”, e depois no antológico Phantasy Star IV (mas não são o mesmo personagem, apenas o mesmo modelo robótico). Com mais de mil anos de idade, é um dos personagens mais poderosos da série. Não possui sentimentos e seus pensamentos seguem apenas a lógica (ele é bem inteligente).

    

05 – Zero (Mega Man)

A série Mega Man possui vários robôs em todos os seus títulos, incluindo o próprio protagonista, mas para representar a série escolhemos o descolado e cool Zero. Ele apareceu pela primeira vez em 1993 no jogo “Mega Man X” para Super Nintendo, e desde então caiu nas graças do público e já estrelou alguns jogos, além de participar de vários outros na série.

    

04 – Robo (Chrono Trigger)

Robo (nome bastante criativo para um… robô) é um dos personagens vitais na história de “Chrono Trigger”. Criado originalmente para exterminar a raça humana, ele renega sua função original e passa a ajudá-los. Ele é encontrado desativado e danificado, e é consertado por Lucca. Após reativação, une-se à equipe. Seu nome real é Prometheus. Não tem muito a ver, mas se você gosta do seriado Doctor Who, não deixe de conferir esse vídeo com o “Chrono Trigger”!

    

03 – Atlas e P-Body (Portal 2)

Os dois simpáticos robôzinhos criados por GLaDOS para o modo cooperativo em Portal 2. Juntos, os dois robôs encaram uma série de testes feitos por GLaDOS, utilizando os vários aspectos encontrados por Chell no modo single-player.

    

02 – Claptrap (Borderlands)

O FPS que conta com elementos de RPG desenvolvido pela Gearbox Software, apresentava os escrachados robôs Claptraps (primos distantes do R2D2), que serviam como administradores do planeta Pandora, e serviam para notificar os jogadores de novas missões e abrir novas áreas. O robô fez tanto sucesso com seu humor e charme que acabou virando mascote da série (chegaram até a protagonizar o DLC “Claptrap’s New Robot Revolution”).

    

01 – Metal Gear Mk II (Snatcher)

Muita gente não deve conhecer esse personagem (e por isso mesmo o colocamos em primeiro lugar, então nada de mimimis). Os gigantescos tanques destruidores surgiram na série “Metal Gear Solid”, mas não é deles que vamos falar, e sim do personagem Metal Gear Mk II, o simpático robô ajudante no game Snatcher, lançado em 1988 para MSX (e mais conhecido na versão para Sega CD). O personagem é uma homenagem ao jogo “Metal Gear” (lançado em 1987), já que ambos foram criados por Hideo Kojima. Na história do game, é dito que MG-MKII teve o seu design criado a partir do “Andador Carregador de Mísseis Atômicos do século XX, conhecido como Metal Gear”. Ele não possui armas, mas serve como um ótimo banco de dados ambulante, video-phone, guarda os cacarecos que você encontra pelo caminho, salva o seu jogo e ainda faz comentários escrachados sobre tudo que o seu personagem faz.

    

 

Robot Cylon number six from Battlestar Galactica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s