Rurouni Kenshin: Seisouhen (OVA) – a emocionante conclusão da saga do retalhador!

Publicado: 30/10/2012 por Márcio Alexsandro Pacheco em Anime/Mangá, Artigos
Tags:, , , ,

Rurouni Kenshin: Seisouhen
artigo por: Márcio Pacheco

 A segunda série de OVAs

Se por um acaso você parou aqui e não conhece muito bem o universo de Rurouni Kenshin, dê uma lida antes em nossa matéria sobre a primeira série de OVAs (tem também um resumo da série de TV), só clicar aqui.

Rurouni Kenshin: Seisouhen (Da Passagem do Tempo) é a segunda série de OVAs, dividida em duas partes. Nela iremos ver uma história 15 anos depois do término da série de TV, mostrando além de Kenshin, os personagens já consagrados como Kaoru, Sanosuke e Yahiko.

Temos também a participação de um personagem especial, o jovem Kenji Himura, filho de Kenshin e Kaoru (e um clone do Kenshin), um moleque revoltado com o desejo de aprender o estilo de seu pai, o Hiten Mitsurugi Ryu.

Além dele temos também a presença de Enishi Yukishiro, irmão mais novo de Tomoe que apareceu na primeira série de OVAs lançado, que volta após todos esses anos sedento por vingança.

Seisouhen causou muita polêmica e comoção quando foi lançado, pois ele representava o desfecho final das aventuras de Kenshin. Bom, pelo menos UM dos finais possíveis, já que muita gente considera Seisouhen como um final alternativo em relação àqueles do mangá ou ainda do anime da TV (que só passou no Japão, mas é bem “bonitinho”, com Kenshin desistindo de ser um andarilho e morando permanentemente no Dojo Kamiya. Em 2006 foi lançado o episódio 96 ou complemento do 95, que consiste em uma faixa de três minutos, onde aparece Kenshin no jardim do dojo refletindo e Kaoru cochilando na varanda, depois vem uma segunda cena que se passa alguns anos depois, onde aparece Kenji (filho de Kenshin e Kaoru) brincando no jardim enquanto Kenshin e Kaoru (com a aparência mais madura) o observam sorrindo. Sendo essa faixa a última cena do anime e fim definitivo da história).

o anime conta com belíssimos cenários e visuais

 A história de Seisouhen

Assim como o primeiro OVA, Seisouhen tem um tratamento mais adulto, sem os personagens caricatos e as piadinhas da série de TV. Apesar de ter histórias da série de TV que são contadas e recontadas em forma de flashback (e uma ótima maneira de se recordar dos melhores momentos), tudo nesse OVA tem um tratamento MUITO sério e bastante realístico.

Se você achou a história com Tomoe triste, então prepare-se para abrir o canal lacrimal, pois você ainda não viu nada, isso eu te garanto! Apesar de Seisouhen não ter a ação e as cenas sangrentas do OVA anterior, ele possui cenas emocionais muito mais fortes, personagens bem mais humanos, bem mais “adultos” (se comparados com o mangá e TV), sentimentos como desejos reprimidos, culpa, arrependimento, solidão, dor…. não daria para listar aqui todos os adjetivos negativos que este OVA possui.

Com certeza Seisouhen é um dos animes mais tristes e carregado de emoção (no sentido emocional mesmo) que eu já assisti em minha vida. Se você está acostumado com o “Kenshinzinho” da série de TV, eu aviso que terá um grande choque ao assistir esse OVA. Não é brincadeira, é muito foda ver o que acontece com Kenshin e Kaoru depois de tudo que eles passaram na série de TV.

Desde que encerrou sua vida como Hitokiri Battousai e a morte de Tomoe, Kenshin Himura tem procurado maneiras de compensar as vidas tiradas pelas suas mãos, e ao mesmo tempo uma forma de perdoar seu próprio coração e pecados. Quando Tomoe morreu, ele jurou que continuaria vivendo, como forma de expiação pelos seus crimes.

Kaoru aparece como uma mulher completamente submissa, que tenta a todo custo apoiar seu amado Kenshin. O “garoto” Yahiko, que aparecia como um moleque encrenqueiro, agora aparece como um jovem totalmente diferente, bem mais maduro e seguro de si (e um grande espadachim, que está de posse da lendária Sakabatou, a espada de lâmina invertida, de Kenshin)Sanosuke está bem diferente sem o seu cabelo de “crista de galo”, agora cabeludo, barbado, mas sempre um amigo fiel pronto para ajudar Kenshin. E Kenji é um moleque de 15 anos revoltado por não conhecer direito seu pai, que vivia em viagens por todo o Japão com o objetivo de ajudar as pessoas, enquanto ele era pequeno. Ele está vivendo com o antigo mestre de Kenshin, Seijuru Hiko e aprendendo o Hiten Mitsurugi Ryu, para tentar compreender melhor seu pai.

A história (contém spoilers)

Tudo começa com Kenshin a bordo de um navio que enfrenta maus momentos em uma tempestade. O navio vai a pique e Kenshin afunda na água… será seu fim? Então começam os flashbacks. Vemos que Kenshin é convocado para participar de uma guerra fora do Japão. Kenshin revela que está com uma doença terminal, seu corpo está se deteriorando por causa das suas intermináveis lutas durante todos esses anos. Mas mesmo assim ele concorda em ir viajar novamente.

Kenji e Hiko

Kaoru vai todos os dias até o porto esperar por Kenshin. A guerra já terminou e todos retornaram, menos Kenshin. Para variar Kaoru não aguenta a pressão e fica doente (na verdade ela já estava doente, sua condição apenas piorou).

Flashbacks então começam a aparecer. Desde o dia em que Kenshin conheceu Kaoru, com destaque para a luta contra Jin-E e Enishi Yukishiro (história que só foi mostrada no mangá).

Voltamos ao presente e vemos que Kenshin continua vivo em algum lugar nos subúrbios de Shangai. Sanosuke aparece para ajudá-lo. O antigo companheiro fica surpreso ao encontrar o velho amigo em estado deplorável, sua doença cada vez deixando-o mais fraco, sem forças até mesmo para comer. A memória de Kenshin também está afetada e ele mal reconhece Sanosuke. Sano se lembra das lutas que teve com Kenshin em outros tempos.

Sanosuke com seu visual macho-man

Enquanto isso a situação de Kaoru também não é diferente, com sua saúde bastante debilitada por causa da mesma doença que Kenshin está. Megumi vai até o Dojo tentar ajudar, mas ela nada pode fazer. Yahiko fica nervoso pelo descaso de Kenji com a sua mãe e decide ir busca-lo na casa de Seijuru Hiko.

Kenji e Yahiko lutam. Yahiko está de punho da Sakabatou e fica admirado com a habilidade de Kenji. Porém Yahiko é o vencedor da batalha e faz Kenji experimentar no próprio corpo o “peso” (a espada tornou-se um símbolo das lutas e ideais de Kenshin, esse é seu verdadeiro peso) da Sakabatou.

Yahiko entrega a Sakabatou para Kenji

Kenji volta para casa com Yahiko para junto de Kaoru, que melhora ao vê-lo. Enquanto isso Sanosuke está cuidando de Kenshin e consegue um navio para levá-lo de volta para o Japão.

Kenshin cambaleando volta para casa e se encontra com Kaoru, que o chama pelo nome verdadeiro, Shinta. Enquanto apreciam o pôr-do-sol embaixo de uma cerejeira, Kenshin diz adeus à vida no colo de Kaoru. Ele está sorrindo e finalmente a cicatriz de cruz desapareceu de seu rosto. Finalmente ele alcançou a redenção para a sua alma, quando voltou a ser “Shinta”, o garoto de coração puro e não mais “Kenshin”, o lendário espadachim.

Aspectos Técnicos

Assim como o OVA anterior, Seisouhen desfruta com uma parte técnica requintada. Um character design belíssimo e realístico, cenários bem desenhados com toques de computação gráfica, cores vivas nas cenas certas e sombrias em outras.

Não possui muitas cenas de ação, mas as poucas que tem são um colírio para os olhos, em especial a batalha com Enishi (primeira vez animada) e a de Yahiko contra Kenji.

O enredo pode dividir os fãs… como realmente aconteceu. Tem quem ache Seisouhen uma obra-de-arte, e tem quem ache um verdadeiro lixo, tudo depende da perspectiva. O enredo melodramático pode desapontar os fãs mais fanáticos.

Porém se você assiste com uma outra perspectiva, ele passa a ser genial. Ele se concentra no crescimento e desenvolvimento dos personagens, as tristezas da vida de Kenshin… sentimentos como angústia, solidão e arrependimento marcam esse OVA, sobretudo na relação entre Kenshin e Kaoru, um relacionamento doloroso que beira a insanidade, em um espetáculo triste, mas humano e magnífico.

A trilha sonora é memorável, composta mais uma vez por Iwasaki Taku, combina perfeitamente com as cenas de ação e as cenas dramáticas, com certeza irá fazer os mais durões chorarem como bebezinhos.

Rurouni Kenshin Seisouhen é uma obra-prima melodramática com um final digno de Hitokiri Battousai, o Retalhador.

Bônus

Só para lembrar que a história de Seisouhen não foi escrita pelo criador da série, Nobuhiro Watsuki, que sempre foi defensor de um final feliz para Rurouni Kenshin (como podemos comprovar no mangá). Porém o OVA tem a sua aprovação oficial.

Watsuki lançou um livro-enciclopédia chamada Kenshin Kaden (que saiu aqui pela JBC por salgados R$50,00). O livro conta com 164 páginas com diversas ilustrações coloridas, guia de todos os personagens, entrevistas e todo tipo de informações e curiosidade sobre o universo de Rurouni Kenshin, como quantas vezes Kenshin diz “oro” (foram 95 ^.^).

Nesse livro também encontra-se um epílogo de 6 páginas, que muitos consideram como o verdadeiro final da saga de Kenshin.

Eu achei os scans originais e as transcrições em inglês, e coloco aqui traduzidos para amenizar um pouco o choque de Seisouhen ^.^ (mas só para constar… eu achei o final de Seisouhen perfeito para uma série como a de Kenshin…).

Capa de Kenshin Kaden brazuca

 Pg 1

Primavera do Décimo Sexto Ano da Era Meiji

Monte Ueno, lugar cheio de cerejeiras

Inscrição lateral: “Rostos conhecidos mais uma vez encontram-se mais um vez nesses dias pacíficos, onde é possível apreciar o gosto bom do sakê e onde as flores de cerejeiras são tão lindas na primavera…”

Rurouni Kenshin – Meiji Kenkaku Romantan

História extra: O Desabrochar das Cerejeiras na Primavera

Kaoru notando alguém se aproximando: Megumi-san! Estamos aqui!

Pg 2

Megumi vai até eles: Há quanto tempo não nos vemos. Onde estão os outros?

Kaoru: Misao-chan e seus companheiros ainda não chegaram. E Yahiko disse que viria depois do treinamento.

Megumi inclina-se suavemente: Boa tarde, Ken-san. Como você está?

Kenshin: Eu estou ótimo, obrigado.

(aparece a cicatriz em cruz quase desaparecendo)

Megumi (sorrindo): De fato, é o que parece.

Pg 3

Misao e Aoshi chegam

Misao acenando: Boa tarde! Aqui estamos!

Todos: Misao-chan!

Misao: Olááááá!

Misao sorrindo: Mas que coisa maravilhosa, todo mundo aqui reunido no Monte Ueno para ver as cerejeiras nesse clima maravilhoso!

Kenshin sorrindo: Misao-dono está radiante como sempre.

Misao: Sim, eu vou indo muito bem!

Aoshi olhando de lado: Obtive a informação que você pediu.

Kenshin presta atenção

Aoshi: Sobre Hajime Saitou.

Pg 4

Saitou aparece em meio à neve usando um casaco

Aoshi: Parece que ele está em Hokkaido agora… Não pude descobrir qual era a sua missão desta vez, mas é certo que ele está se saindo bem como de costume.

Aoshi: … o que houve, você decidiu ter um confronto final com ele?

Kenshin: De maneira alguma… se ele está bem, é tudo que importa. Afinal, agora ele é o homem cuja vida é cercada de perigos…

Aoshi: … de fato.

Yahiko chega com Tsubame

Yahiko: Olá!

Todos: Yahiko!

Yahiko: Fui no Akabeko e trouxe sakê, além de alguns aperitivos. E aproveitei a ocasião e trouxe Tsubame junto.

Kaoru (risadinha): Aproveitou a ocasião?

Yahiko irritado: Do que está falando, heim? Cale a boca sua feia.

 Pg 5

Misao: Então está todo mundo aqui?

Kaoru: Creio que sim. Para falar a verdade, eu queria chamar mais uma pessoa, mas não sabemos onde ele possa estar…

Megumi: Ah sim, aquele crista-de-galo!

Yahiko mostrando envelope: Oops, quase esqueci. Aqui está a carta que aquele crista-de-galo nos mandou. (Encontrei pouco antes de sair do dojo)

Todos ficam surpresos, menos Aoshi

Misao: O quê?! Abra, abra!

Kaoru: Kenshin, leia a carta!

Megumi: Onde aquele idiota está?

Kenshin começa a ler a carta cercado por todos

“Olá, há quanto tempo heim? Como estão todos? Ninguém morto ainda? Estou me divertindo aqui na Mongólia agora.”

 Pg 6

Todos surpresos e indignados: Mongólia???

Aparece Sanosuke montado em um cavalo

“Depois de minha partida, viajei pela América, e então pela Europa, pela Arábia e tenho me divertido desde então. Ficarei aqui por um tempo e então voltarei para o Japão, então preparem uma deliciosa tigela de arroz branco e sopa de miso para a minha chegada, certo?”

Kenshin sorri e suspira

“Até mais! “

Megumi: O que aquele idiota quer, cruzar o mundo inteiro?!

Misao: O que diabos ele está pensando?!

Yahiko: Ele planeja virar um aventureiro?!

Primavera do Décimo Sexto Ano da Era Meiji….

… e dias extremamente pacíficos…

Fim

“Okaerinasai… Shinta…”

Anúncios
comentários
  1. Eduardo Farnezi disse:

    Esses OVAs são absolutamente MARAVILHOSOS!!!
    Sem mais!

  2. incrível, a morte do kenshim sem duvida é emocionante.

  3. Patricia Alencar disse:

    São incríveis, os OVAs, mas… eu fico com a mesma opinião do Nobuhiro Watsuki. O único que eu considero é o primeiro OVA (Tsuiokuhen), apenas. Até porque no mangá Kenshin finalmente se redimiu do seu passado obscuro e foi em busca da felicidade ao lado de seus amigos. Não acho que ele iria deixar-se remoer depois de ter decidido. Mas, é só a minha opinião, claro. 😛

    • Leno disse:

      Também estou de acordo, Patricia, não considero os OVAs finais como parte da história. A qualidade dos OVAs são indiscutíveis, mas isso vai de encontro à história e a proposta de Nobuhiro. Na saga Jinchuu, Kenshin foi atrás de Kaoru não apenas para resgatá-la, mas porque havia encontrado uma resposta e expiar seus crimes. A partir do momento em que põem Kenshin indo lutar em outro continente e fragilizado, fica algo destoado de toda a história (se é pra fazer um arco no qual Kenshin voltaria a lutar, poxa, fizesse logo a Saga de Hokkaido, que era o que muitos tinham curiosidade, inclusive eu).
      Quanto ao final em si, pode ter sido emocionante e tal, mas é muito mais gratificante e lógico o final do mangá, no qual ele deixou essa vida de batalhas pra trás, se tornou um feliz pai de família. Nada contra finais trágicos, mas sim contra finais que destoam de toda a mitologia criada em torno do personagem.

  4. Victor disse:

    Concordo com Patrícia !!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s