Tetris Attack – criativo e divertido, game fazia a alegria dos donos de SNES!

Publicado: 20/02/2013 por Eduardo Farnezi em Análises, Super Nintendo
Tags:, , , ,

TetrisAttack_1

*Análise escrita em 2005*

Na época áurea do SNES, a Nintendo mostrava que tinha duas coisas de sobra que hoje em dia andam faltando um pouco: Competência e criatividade. Tanto na manutenção e criação de consoles, quanto na criação de games, a Nintendo mostrava muito destas duas qualidades, tanto que a Sega suava muito para tentar alcançar.

Era notável a capacidade de criação de games da Nintendo para o SNES. Jogos como Donkey Kong, Super Mario, F-Zero, Super Metroid, entre tantos outros, são ícones inquestionáveis do mundo videogamelístico. Prova disto é que a Nintendo não cansa de fazer versões destes sucessos para suas atuais plataformas: Game Cube, GBA e o atual Nintendo DS (na verdade a Nintendo se sustenta destes sucessos antigos mas…).

Entretanto, existia um game em especial da Nintendo que infelizmente nunca é colocado na lista dos grandes feitos da empresa, mas que sem sombra de dúvidas era o mais viciante e divertido game do SNES: Tetris Attack.

tetris-attack-02

Com uma simples e extremamente funcional jogabilidade, Tetris Attack nunca mais sairá da mente daqueles que o jogaram e com certeza, aqueles que o jogaram eram, são e sempre serão viciados convictos do game.

Derivado dos “produtos Mario e cia”, Tetris Attack tem com o personagem principal Yoshi, o “dino linguarudo” de Mario em Super Mario World e como vilão, Browser, o eterno vilão de Mario.

Muito da viciabilidade de Tetris Attack se dá por sua simples jogabilidade, baseada em somente dois botões, além dos direcionais é claro. No game existe a tela principal de jogo e nesta os “bloquinhos” vão subindo na seguinte ordem, verticalmente de um em um e horizontalmente de seis em seis, sendo que a velocidade em que sobem vai aumentando de acordo com o nível de dificuldade e em certos eventos de acordo com o tempo de batalha. Cada bloco tem uma cor diferente e também a quantidade de cores, ou seja, de diferentes tipos de blocos, variam com o nível de dificuldade selecionada.

tetris-attack-05

Começada a partida, o jogador pode de maneira efetiva executas apenas três ações distintas: Com L ou R subir a tela mais rápido que o regular, mover um cursor na tela para mudar a ordem das pecas e com o botão A mudar as peças selecionadas. Tal cursor funciona da seguinte maneira, ele engloba dois blocos, um do lado do outro, e pressionando o botão A as peças são invertidas de lugar.

Somente lendo como se opera no game parece que o mesmo é bobo, ou então complicado demais certo?
Se você pensou assim, lhe convido a uma partida lá em casa e assim que começar a jogar vai mudar de ideia.

É claro que eu poderia aqui exibir e explicar como funcionam todas as opções de jogo, os tutoriais do game e o “diabo a quatro”, mas vou me ater a expor o que realmente vale a pena no game e o que deixou todo mundo que o jogou viciado até o fio de cabelo, o modo multiplayer.

tetris-attack

No modo multiplayer os jogadores selecionam primeiro entre os personagens do jogo (treze no total, sendo quatro chefes) e a partir daí a batalha começa. Um jogador em cada tela de jogo (o que não atrapalha em nada, mesmo sendo duas telas de jogo na mesma TV), vencendo quem fizer o adversário se entupir de blocos primeiro. Para tal se pode realizar duas ações, que em conjunto, se tornam destruidoras para seu adversário.

A primeira é destruir os blocos de sua tela para ir esvaziando a mesma, para isso basta ir mexendo na ordem dos blocos ate juntar no mínimo três de mesma cor, não importando se for na horizontal ou na vertical, entretanto, se juntar quatro ou mais blocos de mesma cor em sua tela, você jogará em seu adversário blocos uniformemente coloridos que irão ajudar a encher a tela dele. É possível quebrar estes blocos, basta juntar três ou mais de seus bloquinhos para transformar estes blocos jogados em você, em bloquinhos que poderão ser manipulados pelo jogador e novamente ser utilizados para bombardear a tela do adversário. Este efeito dominó “toma lá da cá” é o verdadeiro charme do game.

tetris_attack 2

Com tempo de jogo você consegue criar verdadeiros “tijolos” gigantescos para mandar em seu adversário e ele é que se vire para sair dessa, mas cuidado, pois se ele sair provavelmente vai lhe mandar o dobro de tudo que você mandou nele e assim vai.

Sei que novamente apenas lendo tudo parece complicado demais, ou bobo em demasia, mas novamente lhes digo que este game, na prática, é a coisa mais viciante da Terra. Ele é tão viciante que tenho certeza que pessoas que na época se viciaram neste game, durante alguns dias tinham até dificuldade de dormir porque assim que fechavam os olhos viam aqueles malditos bloquinhos e começavam a jogar mentalmente o jogo (não é exagero, aqui quem vos fala sofreu deste mal).

tetris-attack-04

Além de tudo isso a música do game também foi trabalhada com muito cuidado. Durante a batalha regular, a música é calma e bem gostosa de ouvir, parece até que foi feita para o jogador se esquecer da batalha, mas quando um dois dos jogadores está para perder, ela se torna mais agitada, quase que mandando o jogador acordar para realidade. Todo esse trabalho musical se encaixa como uma luva no game e ajuda muito para torna-lo tão viciante quanto é.

O visual do game não é nada demais, mesmo porque o estilo do jogo não permite muito neste aspecto, podendo destacar a diversidade de personagens, um bem diferente do outro, e o design da tela de batalha que ficou muito bem trabalhada e colorida.

Conclusão: Enfim, sei que este é um game muito difícil para se traduzir em palavras. É praticamente impossível descrever a orgia de coisas que acontecem na tela ao mesmo tempo. O que pode ser garantido é que Tetris Attack é um dos games mais divertidos já criados para qualquer console da face da Terra e que é aconselhável para que qualquer pessoa, não importando sua idade, jogue, afinal, é mais um jogo com a marca e qualidade insuperável (naquela época) Nintendo.

Nome: Tetris Attack

Sistema: Super Nintendo

Desenvolvedora: Intelligent Systems/Nintendo

Ano de Lançamento: 1996

Nota da análise: 8/10

+ Jogabilidade intuitiva e funcional.

+ Modo multiplayer divertidíssimo.

+ Fator replay quase infinito.

 Dores nos dedos e provável LER devido ao excesso de jogo (é sério!).

ta-gameplay

comentários
  1. Gamerlok disse:

    Pira nesse GamePlay aq ..

Deixe uma resposta para Gamerlok Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s