Star Wars: Battlefront II – muita ação e batalhas espaciais neste grande game da franquia

Publicado: 25/02/2013 por Eduardo Farnezi em Análises, PS2, Xbox
Tags:, , , , ,

star-wars-battlefront-2-games-widescreen-wallpapers

*Análise escrita no período de lançamento do game*

Considerada a melhor série de games baseada nas duas trilogias de filmes Star Wars, Star Wars Battlefront foi aclamado por muitos gamers qu são fãs da série de filmes e por isso mesmo foi o maior sucesso de vendas em um game Star Wars, entretanto, algumas faltas foram notadas, como a ausência de airships, de batalhas espaciais e em especial, não haver possibilidade de controlar os personagens mais aclamados da série, os Jedis, e por consequência, os Sith também ficaram de fora.

Vendo todo o potencial que o game original tinha, além da eventual surpresa que seu sucesso gerou, a Lucas Arts não perdeu tempo em lançar sua continuação: Star Wars Battlefront 2, que tem como clara intenção, não evoluir e muito menos revolucionar a série Battlefront, mas dar aos fãs, tudo o que o primeiro game tinha, somado ao que havia ficado de fora. E acredite, apenas como esta soma de fatores, Star Wars Battlefront 2 consegue ser muito melhor do que seu antecessor, além de ser um game primoroso.

1

Assim como o Battlefront usa praticamente a mesma engine gráfica de Battlefield, sua sequência pode-se dizer que usa engine gráfica de Battlefield 2: Modern Combat. Tal fator foi claramente premeditado, pois se mudassem o engine de maneira radical, o foco do game poderia se desvirtuar, algo que com certeza não era plano da Lucas Arts.

Tal renovada de roupagem obviamente não trouxe revoluções para a área visual do game, entretanto, é notada uma melhora, em especial no efeito de iluminação e na palheta de cores, isso sem contar com os cenários de batalha, que desta vez são um pouco maiores que os do game anterior. Ou seja, neste aspecto o game deu somente um pequeno upgrade em relação a sua versão anterior, mas que, para o estilo do game, está passando de bom. Não por isso o visual do game é feio, pelo contrário, é muito belo, o que quero mostrar aqui é que se comparado ao primeiro Battlefront, a diferença não é gritante.

A jogabilidade de Battlefront 2 não mudou em nada em campo de batalha, todos os movimentos e configurações de controle permanecem inalteradas, o que não é nada ruim  considerando que o Battlefront original já tinha uma boa jogabilidade. Neste quesito entretanto, existe uma interessante adição, a possibilidade de se jogar na visão em primeira pessoa. Tal possibilidade com certeza vai agradar muito a quem gosta de FPS, mesmo porque, a configuração do controle de Battlefront 2 se encaixa como uma luva para um game em primeira pessoa.

6

Apesar de belo e bom de se jogar, um game, qualquer que seja ele, não pode sobreviver sem boas opções de jogo, fator necessário para que o mesmo tenha um fator replay alto, e neste aspecto, Battlefront 2 une antigas receitas com novos modos de maneira muito agradável.

O game conta com as opções de jogo single player e multiplayer. No modo single player, contamos com os seguintes modos de jogo: Training, Space Overview, Rise of the Empire, Galatic Conquest e Instant Action.

O Training é um tutorial do game, entretanto é um tutorial bem divertido, pois se passa em uma missão durante o início das Guerras Clônicas (do episódio 2), incluindo o tutorial para se controlar um Jedi. Sim! É possível controlar tanto Jedis quanto Siths em Battlefront 2 e não há nada melhor do que destruir inimigos em um campo de batalha usando um sabre de luz. No Training só é possível selecionar Mace Windu, mas durante a campanha regular do game todos os principais Jedi e Siths podem ser controlados, incluindo até mesmo o infame general Grievous.

Já o modo Space Overview, é um tutorial em forma de vídeo que mostra ao jogador como se utilizar das naves de batalha espacial, pois em Battlefront 2 isso é possível. Não parece, apenas lendo um review, que isto é uma grande adição ao game, mas quando você e sua airship tiverem de ajudar a destruir a Estrela da Morte em uma batalha espacial digna de Star Wars, vai entender como isto pode ser a coisa mais louca da galáxia.

ME0000567427_2

O modo de Campanha do game, é o Rise of the Empire, que funciona exatamente como no primeiro Battlefront, a única diferença, é que em Battlefront 2, o modo conta com mais missões, ficando assim bem maior. É aqui também, que se pode liberar os Jedi e os Sith, para isso basta cumprir, enquanto realiza uma missão, o que é indicado pelo jogo para que tais personagens sejam destravados.

Em seguida temos o Galatic Conquest, modo este o mais diferente e o mais original de todos. Este é uma espécie de Chronicles of the Sword (Soul Calibur 3). Aqui se move em caminhos pré-determinados, em um cenário que representa uma galáxia, tentando conquistar cada um dos planetas de tal galáxia. Vence quem consegue conquistar todos os planetas de tal galáxia.

Temos ainda o modo Instant Action que é somente um modo para batalhas despretensiosas. Escolhe-se o cenário em que se quer combater, a era (nova ou antiga trilogia) os personagens e o estilo de batalha (batalha ou captura da bandeira). Na verdade, bem dispensável, mas totalmente válido.

Para a jogatina multiplayer, temos o modo offline, que consiste em um Instant Action para dois jogadores com tela dividida, algo não muito agravável, e o modo online, e é ai que a diversão mora.

No modo Online cada pessoa é um personagem no campo de batalha. Só de pensar nisso já da pra saber que Battlefront 2 online é uma orgia de diversão. O game conta ainda com suporte para Head Fone e conversas em tempo real durante o batalha online, o que é no mínimo incrível, já que parece que as produtoras não se empenham muito para esse tipo de interação online no PS2, prova disso é a Capcom e seu RE: Outbreak.

9

Último fator, mas não menos importante, a sonoplastia do game. Esse é um fator de extrema importância. Prova disso é que apesar de Saint Seiya: Chapter Sanctuary, não ser um game muito bom, com tudo para não dar o clima Saint Seiya durante a jogatina, sua maravilhasa OST, nos deixa no clima da ação. Mas não se preocupe, pois o trabalho de som de Battlefront 2 está muito bom. Ora, como não gostar das músicas de Star Wars? Como não sentir aquele efeito nostálgico ao ouvir um sabre de luz sendo manuseado? A Lucas Arts sabe disso e usou tudo o que sabia para montar as músicas e efeitos sonoros do game. As dublagens são ótimas, os efeitos sonoros brilhantemente reproduzidos e as músicas, ah as músicas… Basta dizer que são Star Wars e pronto!!!

Conclusão: Star Wars Battlefront 2 chega sem fazer alarde e assim como seu antecessor, chega como um grande game, que deve estar na prateleira do gamer que, ou é fã de Star Wars, ou que seja fã de um bom game de ação e tiros. Se você é fã de ambas as coisas corra até a loja mais próxima que garanto que vale a pena, mesmo porque, o único “defeito” do game, é ser muito mais divertido online, e jogar online, é privilégio para poucos gamers brasileiros. Entretanto, isto é um fator que não risca de maneira alguma o brilhantismo do jogo. E que a força esteja com você.

Nome: Star Wars: Battlefront 2

Sistema: PS2, Xbox

Desenvolvedora: Pandemic Studios

Ano de Lançamento: 2005

Nota da análise: 8/10

+ Ótima jogabilidade.

+ Bons visuais.

+ Sonoplastia impecável.

+ Diversão garantida.

 Muito mais divertido online.

Modo single player enjoativo.

4

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s