Arquivo da categoria ‘Artigos’

CDZ

Salve pessoal!

Semana passada foi o aniversário de 20 anos da série Cavaleiros do Zodíaco no Brasil. Uma importante data para todos os fãs brasileiros dos defensores de Atena.
Ademais, nessa semana, no dia 11, estreará nos cinemas o mais novo filme da franquia: Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário.

Assim como na minha “blogada” sobre o filme das Tartarugas Ninja, vou deixar AQUI na Canto Gamer um artigo que escrevi sobre o assunto acima mencionado para a Game Champz.

Espero que gostem e podem ter a certeza de que as postagens aqui na Canto Gamer voltarão a ser cíclicas.

(mais…)

TMNT.0_cinema_640.0

Salve galera!

Como foi possível notar, fiquei basicamente um mês sumido, logo depois de ter retornado com as atividades aqui na Canto Gamer.
Infelizmente, por problemas de tempo (novo emprego, novo ramo…) e também de saúde dei essa sumida. Agora, com tudo essas pendência relativamente resolvidas, poderei voltar com a programação normal por aqui.

Aproveitarei a Canto Gamer para divulgar também materiais que eu produzir para a Game Champz, projeto em que até o momento estou engajado, e também para outros portais. Como eventualmente escrevo para outros sites, blogs e afins, trarei esses conteúdos para a Canto Gamer.

O Márcio, meu colega de blog, anda extremamente ocupado, mas sempre que lhe for possível com certeza ele aparecerá por aqui também.

(mais…)

ps4-vs-xbox-one

Nunca fui o maior incentivador de se adquirir um console, ou qualquer tipo de hardware, em seu lançamento. Primeiro porque não quero pagar por um produto para ser “beta tester” de ninguém. Segundo porque, inexplicavelmente, normalmente um console leva certo tempo para possuir games que façam valer a compra de um novo sistema.

Lembro-me do Xbox 360 e seu problema global de superaquecimento, problema esse que demorou MUITO mais tempo do que o devido para ser tratado. Bem como me lembro do Playstation 2 que demorou HORRORES para possuir games que realmente me provassem que ele valeria a compra e que seria o console tão poderosos que prometia ser (e que, convenhamos, na verdade nunca o foi).

Acho que o único console que adquiri logo de saída foi o Dreamcast, em seu lançamento ocidental. O console já vinha com títulos como Power Stone, Sonic Adventure e Soul Calibur, além de já vir com um modem integrado (discado, mas eram outros tempos…) e foi um hardware que nunca me deu um problema.

RIP Dreamcast, eu sempre te amarei!

“Porque esse tipo de consideração veio a minha mente nessa manha de sexta-feira?”
É uma pergunta justa.

(mais…)

importancia-da-musica-nos-gamesEu sei que pode ser difícil acreditar, mas no passado, lá no final dos anos 80 e início dos anos 90, as Tartarugas Ninja eram protagonistas de jogos fenomenais!

Dois dos três jogos para Nintendinho, os dois games lançados para Fliperamas, um game para Super Nintendo e um para o Mega Drive são referências no mundo dos games e entraram para a história.

Talvez o game mais aclamado dentre os enumerados acima é TMNT: Turtles in Time.

Lançado primeiro para Arcades, o game teve duas conversões para os consoles de mesa mais populares da época, o SNES e o Mega Drive. O game para SNES foi renomeado de TMNT IV: Turtles in Time, enquanto o game do Mega Drive, com bem mais alterações de conteúdo, ganhou o nome de TMNT: Hyperstone Heist.

(mais…)

Trilha do Dia!

Publicado: 24/07/2014 por Eduardo Farnezi em Artigos
Tags:, , ,

importancia-da-musica-nos-gamesJá deixei aqui em um no “Trilha da Semana”, toda a trilha sonora daquela que é considerada a obra prima de Yuzo Koshiro: Streets of Rage 2.

Entretanto, no primeiro game da série o mestre japonês da dance music dos anos 80 e 90 já arrebentava nesse setor. A trilha sonora de Streets of Rage não só é uma das melhores do Mega Drive, como o é de todo o período de 16 bits.

Não vou deixar toda a trilha nesse momento, afinal acabei de deixar a de Streets of Rage 2. Assim sendo, deixarei nesse “Trilha do Dia” dessa quinta-feira, minha música favorita de Streets of Rage: Attack of the Barbarian.

(mais…)

Trilha do Dia!

Publicado: 23/07/2014 por Eduardo Farnezi em Artigos
Tags:, ,

importancia-da-musica-nos-gamesHouve um período em que um robozinho azul tinha um enorme prestígio da sua produtora, até que a mesma o enfiasse em um “limbo eterno”.

Megaman e Megaman 2 (Rockman no Japão) foram lançados para o Nintendo 8bits e revolucionaram uma época. Megaman 2 virou um mito, uma lenda, um pedaço importantíssimo da história dos games.

Vieram o terceiro, o quarto e o quinto jogos da franquia, para o mesmo console e apesar de ainda serem bons games, o público e crítica apontavam a série como mostrando sinais de estagnação.

Atenta às críticas, já no Super Nintendo, a Capcom pega todos de surpresa com Megaman X. O game se passa em um longínquo futuro, quando comparada aos games anteriores até então lançados. Conta também com uma nova história, com novos e icônicos personagens, novos designs de personagens lindíssimos, um visual afiadíssimo, entre outros.

(mais…)

Trilha do Dia!

Publicado: 21/07/2014 por Eduardo Farnezi em Artigos
Tags:, , ,

importancia-da-musica-nos-gamesResponsável por trazer de volta um gênero que já estava considerado estagnado, Street Fighter 4 com certeza é o fighting game mais importante dessa geração.

Mesmo tendo sido lançado em 2008, o game é até hoje o jogo de luta mais relevante no cenário competitivo, sendo sempre o destaque nos eventos do qual participa. Nesses eventos, sempre é o jogo que possui o maior número de inscrições para torneios.

Deste seu lançamento, Street Fighter 4 recebeu diversas atualizações, com adições e alterações de conteúdo. Em uma dessas alterações, o game perdeu uma música que sempre foi motivo de discórdia entre os gamers: Para uns, a música não casa com o estilo do game, para outros ela é perfeita para o vídeo de intro, que muitos consideram a melhor apresentação de um fighting gamer desse geração.

(mais…)

importancia-da-musica-nos-gamesPara quem já me conhece há algum tempo, sabe que eu tenho três franquias que possuem um lugar especial no meu coração. As comparo com amores ao longo da vida.

A primeira delas é um amor que recentemente me traiu: Final Fantasy.
A segunda é o eterno amor que nunca mais voltarei a ver: Shenmue.
A terceira é o amor incondicional, fiel e para sempre: Metal Gear.

Cada uma dessas séries, me fez compreender o mundo dos games de uma maneira única e com certeza me ajudaram a amadurecer enquanto gamer.

Metal Gear jamais caiu de qualidade, jamais traiu seus fãs de longa data e aparentemente não tem data de validade. (mais…)

6607-evologo

A muito tempo sigo o canal de You Tube “Maximilian Dood“.
É um canal focado quase exclusivamente em fighting games, em especial os produzidos pela CAPCOM.

A cada EVO, esse canal ranqueia os cinco principais momentos que marcaram o evento daquele ano e os exibe em forma de bons vídeos.
Basicamente metade dos vídeos que serviram de complemento de conteúdo do texto pré-EVO 2014 que fiz, foram retirados desse canal.

Deixo aqui o mais recente vídeo deste canal, nesse tema.
Fiquem ai com o vídeo, cujo qual concordo plenamente (sim, até com o Smash), dos cinco melhores e mais “fucking hype” momentos da EVO 2014!

(mais…)

Trilha da Semana!

Publicado: 17/07/2014 por Eduardo Farnezi em Artigos
Tags:, , ,

Game Music 2O que dizer quando um game que é referência de uma geração inteira e, ainda assim, o grande destaque dentre os envolvidos na produção do mesmo é o compositor musical?

Poucos compositores no mundo do entretenimento eletrônico podem se gabar de possuírem em um projeto tanta importância quanto o produtor, ou mesmo a própria produtora. Nos anos 90 um desses compositores foi Yuzo Koshiro.

Um verdadeiro mago da música eletrônica, Yuzo Koshiro possui notáveis trabalhos em inúmeros games da Sega, no período em que as atenções da gigante japonesa estavam voltados exclusivamente para o Mega Drive.

Mesmo com o fraco chip de som do console, Koshiro conseguiu realizar proezas como as OSTs de Shinobi e ActRiser 2, por exemplo.

Apesar dos diversos trabalhos realizados por Yuzo Koshiro, por certo os principais foram os que envolveram a série Streets of Rage. No primeiro game da série, seu nome já estampa no menu inicial. Não por menos, pois a trilha sonora é arrepiante.

(mais…)

Canto do Humor!

Publicado: 16/07/2014 por Eduardo Farnezi em Artigos
Tags:

Fica aqui a nossa homenagem a uma das A.I. mais ineficientes, irritantes e burras (ironicamente) da história dos video games.
Apenas quem já jogou Resident Evil 5 sabe o que é passar o game inteiro ao lado de Sheva.
Para quem acha Ashley um NPC chato em Resident Evil 4, eu lhes digo: Quando jogarem RE5 sentirão SAUDADES da filhota do presidente…

resident_evil_5__herbs_by_haruningster

Quer bater um papo informal sobre cinema, games, nerdisses e afins?
Adicione-me no Instagram e Twitter para troca de opiniões, compartilhamento de experiências gamer e para se atualizar de novidades de conteúdo da Canto Gamer.
Instagram: edufarnezi
Twitter: @DrunkenBushin

Trilha do Dia!

Publicado: 16/07/2014 por Eduardo Farnezi em Artigos
Tags:, , ,

Game Music 2Um dos maiores games de ninja da história é The Revenge of Shinobi. No game, Joe Musashi (que nas versões do Mega Drive era a cara do Sonny Chiba) tem de salvar sua noiva e honrar o nome de seu clã, derrotando a organização criminosa Neo Zeed.

Eu sei, a história é terrivelmente ruim. É puro “filme B”dos anos 80.

Independentemente de o quanto a história é deslocada para um game de ninja, o gameplay, altíssima dificuldade, a “fodidisse” ninja do protagonista e a trilha sonora cima da média viciaram jogadores mundo afora.

A OST do game foi composta por ninguém menos que Yuzo Koshiro, o mestre dos mestres em domar o fraco chip de som do Mega Drive.

(mais…)

Trilha do Dia!

Publicado: 15/07/2014 por Eduardo Farnezi em Artigos
Tags:, , , ,

Game Music 2Em um período ainda experimental de Sonic no mundo tridimensional (aliás, ainda parece que está, dadas as terríveis e numerosas “bolas foras”), o Dreamcast ganhou dois bons games do mascote da Sega.

O primeiro Sonic Adventure, apesar de não ter envelhecido nada bem, teve boa aceitação da crítica no período de seu lançamento. O segundo Sonic Adventure dividiu um pouco opiniões, apesar de ter envelhecido bem melhor.

De uma forma ou de outra, algo que pegou os jogadores de surpresa foi a nova direção na trilha sonora do game. Com uma pegada bem mais “rock and roll”, os dois Sonic Adventures ganharam fama por possuírem excelentes OSTs, bem como fizeram a banda “Crush 40” ser conhecida entre os gamers.

(mais…)

Katsuhiro-Harada

Ao longo do final de semana de EVO 2014, alguns anúncios relacionados ao universo dos fighting games ocorreram. Esses anúncios são corriqueiros ao longo dos anos de evento e sempre trazem consigo muito hype.

Nesse ano dois anúncios merecem destaque:

O primeiro deles envolve o aguardado novo game da franquia mais violenta e sangrenta da história dos jogos de luta, Mortal Kombat X.
O segundo anuncio se trata também de sequência de franquias de fighting games, mas esta tem como produtor o mestre Harada e sua equipe, sob a bandeira da Namco-Bandai.

(mais…)

Trilha do Dia!

Publicado: 14/07/2014 por Eduardo Farnezi em Artigos
Tags:, ,

Game Music 2Direto e reto: O Dreamcast foi um ótimo console que morreu porque os jogadores acreditaram em promessas nunca cumpridas pela Sony e seu Playstation 2, não dando a devida chance ao último console da Sega.

Dentre os críticos mais veementes do console, algo que sempre vem à tona nas discuções era a falta de JRPGs de qualidade para o console. Shenmue, o “Cidadão Kane” do mundo do entretenimento eletrônico, não se enquadrava nesse quesito e a square-soft, em uma época em que ela ainda sabia o que fazia, não deu suporte ao console.

Apesar disso, um dos melhores JRPGs que já joguei em minha vida foi no Dreamcast e, pasmem, produzido pela própria Sega. Mais tarde, esse mesmo game possuiu uma conversão para o Nintendo Game Cube. Infelizmente, nunca mais foi visto.

(mais…)