Posts com Tag ‘Animação’

Detona-Ralph-poster-brasil

Detona Ralph (Wreck-it Ralph, EUA, 2012)

Gênero: Animação

Direção: Rich Moore

Duração: 108 minutos

Atores: John C. Reilly, Sarah Silverman, Jack McBrayer, Jane Lynch

Trailer: Clique aqui

Site Oficial: Clique aqui

m

É curioso ver a Pixar lançar um “filme de princesas” (Valente), enquanto a Disney envereda para a animação 3D, território dominante da primeira (que foi comprada recentemente pela segunda). E parece que finalmente a “casa do mickey” aprendeu as manhas das animações do novo milênio (apesar de eu ainda preferir o estilo 2D oldschool dela), com o excelente “Detona Ralph“, uma encantadora homenagem ao mundo dos videogames.

Em uma primeira análise, é inevitável a comparação com o clássico “Toy Story(Pixar novamente), em que os brinquedos ganham vida em um universo totalmente à parte dos humanos, filme esse que encantou pessoas em todo o mundo e de todas as idades. “Detona Ralph” segue a mesma ideia básica, ao mostrar que os personagens de videogames possuem uma vida que nós, “pessoas reais”, desconhecemos. E a Disney conseguiu fazer um produto divertido e encantador, que emociona e até surpreende em alguns momentos. Logicamente, o filme vai agradar em cheio as pessoas que são gamers, especialmente os mais antigos. Há um mar de referências e participações de personagens de games reais. Porém, temos o toque Disney aqui, então é um filme que consegue atingir todas as idades e público, mesmo que você nunca tenha jogado um game.

(mais…)

* Análise escrita no lançamento do anime no Brasil em 2006

Como a galera brasileira deve saber muito bem, é muito raro passar animes nos cinemas daqui, com algumas raras exceções como Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball e Pokemon (blargh). Felizmente os animes longa metragem do mestre Hayao Miyazaki  tem passado aqui nas telonas para os amantes de um bom anime, e o último deles foi o genial O Castelo Animado (Howl´s Moving Castle no inglês ou Hauru no Ugoku Shiro, no original). Infelizmente aqui no Brasil os animes são tratados como coisa de crianças, isso por causa de mega-lixos como Pokemon. Quando na ocasião da estreia do filme, aqui em minha cidade (Curitiba)  não consegui achar uma sala de cinema que estivesse passando o anime em seu som original e com legendas, apenas dublado (uma boa dublagem), como se fosse um desenho qualquer. E quem conhece as obras de Miyazaki  sabe muito bem que não são meros desenhos para crianças, as telas do cinema dos seus filmes servem como porta de entrada para um mundo fantástico onde qualquer coisa pode acontecer. E é isso que podem esperar de O Castelo Animado, assim como as suas obras anteriores, como A Viagem de Chihiro, vencedor do Oscar  de melhor animação de 2003 (esse sim teve tratamento decente quando passou nos cinemas aqui, tendo versões dubladas e legendadas). (mais…)

Lá nos meados dos saudosos anos 80 (época boa essa) passava um anime aqui no Brasil que ganharia muitos fãs, chamado de “A Guerra das Galáxias“. Muitos dos leitores aqui devem ser muito jovens para se lembrar desse título, mas se gostam de animes com certeza já devem ter ouvido falar do “Super Dimension Fortress Macross”, ou simplesmente Macross.

Além do Macross original, transmitido na época pela Record (ou seria a Manchete, não lembro bem), passava também o desenho Robotech na rede Globo, sendo esse mais lembrado e reconhecido pelas pessoas. Robotech era a junção de três animes diferentes (coisas de americanos), incluindo o Macross original. Mas vamos falar dessa proeza mais tarde, vamos agora saber um pouco do Macross original.

Lembro quando assisti ao “Guerra das Galáxias” pela primeira vez, quando ainda era um pirralhinho e nem fazia ideia do que era a palavra “anime”. Lembro que fiquei encantado pelos mechas (robôs gigantes) e batalhas espaciais (era aqui que se iniciava o meu gosto por coisas nerds/geek). Era um desenho totalmente diferente do que eu estava acostumado a assistir, como Pica-Pau, Pernalonga e cia, Tom e Jerry, etc. O ano devia ser 1985 ou 86, eu tinha cinco ou seis anos de idade. (mais…)

Você já viu aqui no Canto Gamer a introdução e a primeira parte (e se não assistiu ainda, é só clicar aqui) da fantástica animação em CGI de uma luta do Superman (ou Super-Homem, dependendo da sua preferência) contra o gigante esmeralda Hulk. Demorou um pouco, mas o autor finalmente liberou a continuação da batalha, mantendo o nível de qualidade tão bom quanto os anteriores.

E ae, quem você acha que ganha essa luta, o azulão ou o verdão? Deixe o seu comentário aí embaixo, e não deixe de conferir o vídeo (imperdível para qualquer fã de quadrinhos/heróis!).

O problema agora é ter que esperar sair a terceira parte…

– Confira o anime feito especialmente para Final Fantasy VII –

 

Seção nostalgia agora, matéria e anime feito especialmente para os fãs de Final Fantasy VII (não conhece o game? que vergonha). Final Fantasy VII Last Order foi um OVA de aproximadamente 25 minutos lançado juntamente como um bônus do box set de Final Fantasy VII Advent Children, e que ainda serve de uma boa introdução antes de assistir AC, para relembrar alguns fatos que aconteceram durante o game e que podem ajudar a entender melhor AC. Last Order irá mostrar o momento mais importante do game, o clímax da história, quando Cloud recupera a sua memória e lembra de tudo o que aconteceu no fatídico dia em sua cidade, em que Sephiroth enlouqueceu e começou a destruir a tudo e todos. (mais…)

Você já conferiu aqui no Canto Gamer a sensacional animação em computação gráfica da titânica batalha entre Hulk vs Super-Homem, mas agora está na vez de assistir a outro espetacular vídeo!

Diferente do Hulk vs Super-Homem, o vídeo não foi feito por fã, mas sim pela própria Marvel Comics, editora criadora do heróis nos quadrinhos, o que explica a sua alta qualidade e detalhismo nas cenas. Foi lançado em três partes em 2008 pela editora norte-americana para promover os quadrinhos dos personagens, num encontro pra lá de engraçado e muito legal. (mais…)



Nós já analisamos o filme Final Fantasy VII: Advent Children e agora está na hora de analisarmos mais profundamente os personagens desse fantástico filme, descobrir algumas curiosidades e ouvir a ótima trilha sonora (realmente, vale a pena!). A matéria inteira possui Spoilers, caso você ainda não tenha visto o filme e não queira estragar a surpresa, melhor ir parando por aqui (mas saiba que estará perdendo coisas interessantes).

(mais…)

Graças aos avanços da tecnologia que está acessível a um maior número de pessoas, hoje podemos assistir vídeos e animações CGI criados a partir da imaginação e criatividade dos fãs, como esta bela animação do Superman vs Hulk. Claro, não é tão refinado quanto animações de poderosos estúdios de Hollywood (como Pixar e LucasFilm), mas impressiona bastante pela qualidade técnica. Reparem como o Superman é parecido com o ator Christopher Reeve, o homem que deu vida ao azulão nos antigos filmes, e “que fez todos acreditarem que o homem podia voar”. (mais…)

 

– Final Fantasy VII: Advent Children –

A animação que mudou o mundo

*matéria escrita no lançamento do filme em 2005

A essa altura do campeonato todo mundo, mesmo aqueles que não são ligados ao cenário dos videogames, já deve ter ouvido falar da série “Final Fantasy”, uma das mais tradicionais e famosas na área de games. Desde a era dos 8 Bits, a série vem acompanhando a evolução dos videogames e marcando a história gamística com jogos de produções primorosos, fantásticas histórias de fantasia e personagens inesquecíveis.

Em 1997 a história dos games ficou marcada com o lançamento de “Final Fantasy VII” para o Playstation  e a nova geração dos 32 Bits, tornando-se um dos mais importantes, amados e conhecidos jogos da série. O game é uma obra-prima da Square, com belos gráficos, um sistema inovador de batalhas, impactantes CGs, personagens maravilhosos e uma história fantástica e emocionante que maravilhou pessoas em todo o mundo.

(mais…)