Posts com Tag ‘comics’

Prefácio

Antes de mais nada, um pequeno prefácio explicando este artigo. Esta matéria foi feita em 2006 quando da publicação da minissérie do Homem-Aranha e da Gata Negra (que na época chegou a sair com destaque no site principal da UOL) e agora colocamos aqui para os nossos leitores do Canto Gamer possam conhecer essa publicação. Boa leitura!

Gata + Aranha = Curtição

O Homem-Aranha é um herói que não teve muitas namoradas em sua vida (não é pra menos, nerds, pobretão e azarado…), mas ele teve uma gata que vale por todas as modelos (e travestis) que Ronaldo “Fenômeno” já catou, e não estamos falando da recatada Gwen Stacy ou da extrovertida Mary Jane Watson, e sim da sensual Felicia Hardy, vulgo a Gata Negra.

A bela personagem apareceu nos anos 80 para apimentar a vida do então solteirão Peter Parker. Porém os dois estavam em lados diferentes, ele lutava pela justiça, e ela contra. Uma ladra que roubava dos ricos para dar aos pobres? Não, ela ficava com tudo, e aproveitava muito bem o prazer que o dinheiro podia oferecer.

De vez em quando fazia o Aranha de trouxa (com curvas como aquelas, quem pode culpa-lo?), outras ele a pegava, mas dava um sermão na gatinha, devolvia os roubos e fazia vista grossa, pois ele sabia que no fundo ela era boa pessoa.


essa parceria deixou saudades no mundo dos quadrinhos

  (mais…)

Anúncios

A bela capa de “Amazing Spider-Man 600” por John Romita Jr.

Esta é a terceira (e última!) parte da História do Homem-Aranha nos quadrinhos, um levantamento editorial e cronológico. Se você não leu as partes anteriores, siga os links da Parte 01 e da Parte 02.

O terceiro capítulo de nossa jornada vivencia o casamento do personagem, sua fase de maior sucesso comercial, uma grave crise criativa em meados dos anos 1990, um período de reinvenção, de polêmicas decisões editoriais e, agora, inicia uma nova fase que ainda deixa os leitores confusos se estaria tudo bem ou não. Vamos lá! (mais…)

Você já conferiu aqui no Canto Gamer a sensacional animação em computação gráfica da titânica batalha entre Hulk vs Super-Homem, mas agora está na vez de assistir a outro espetacular vídeo!

Diferente do Hulk vs Super-Homem, o vídeo não foi feito por fã, mas sim pela própria Marvel Comics, editora criadora do heróis nos quadrinhos, o que explica a sua alta qualidade e detalhismo nas cenas. Foi lançado em três partes em 2008 pela editora norte-americana para promover os quadrinhos dos personagens, num encontro pra lá de engraçado e muito legal. (mais…)

Planeta Hulk

Antes de falar sobre a série Planeta Hulk (Planet Hulk no original), vamos dar uma recapitulada nas origens do personagem, para situar o leitor que não o conhece bem. O gigante esmeralda mais famoso da Marvel Comics já passou por diversas fases desde a sua criação em 1962 por Stan Lee. Claramente inspirado no clássico da literatura “Dr Jekyll and Mr Hyde” (também conhecido por aqui como O Médico e o Monstro), mostrava a vida do pacato cientista Dr. Bruce Banner que foi atingido por raios gama durante uma experiência militar de uma bomba. (mais…)

texto do blog HqRock

O Duende Verde numa pintura moderna de Alex Ross.

Esta é a segunda parte da trajetória do Homem-Aranha nos quadrinhos. Se você não leu a primeira parte, leia aqui.

Esta Parte 02 traz a fase clímax nos anos 1970, a crise na virada para os 1980, uma nova fase de sucesso e os graves problemas editoriais do fim daquela década.

Novos tempos, novo escritor, nova revista

Estamos em 1972. Stan Lee, o principal criador do Universo Marvel, escreveu as histórias do “cabeça de teia” por dez anos quase ininterruptos, mas agora, foi promovido a Publisher da Marvel Comics, o cargo mais alto da editora. Seu posto de Editor-Chefe é ocupado, então, por Roy Thomas, que vinha assumindo várias revistas no lugar do The Man. Com isso, Lee e Thomas treinam um substituto para assumir a revista The Amazing Spider-Man. O sortudo é um rapaz de apenas 19 anos: Gerry Conway. Na mesma época, ele escreveria, também, a outra revista de maior sucesso da editora: Fantastic Four, a casa do Quarteto Fantástico. (mais…)

Você fã do Homem-Aranha ou que simplesmente simpatiza com o aracnídeo ou gosta de quadrinhos, aqui está uma super matéria recheada de informações, curiosidades e os bastidores da vida do herói nos quadrinhos, desde a sua criação até os dias de hoje (essa é a primeira parte). Como o quarto filme da franquia está chegando e ela mostrará justamente essa fase do início de carreira do Aranha, esse texto vai ser como uma boa fonte de informações para comparação ao filme (estamos todos aguardando ansiosos pela Gwen Stacy!). O texto foi feito pelo Irapuan Peixoto, do blog HqRock (há outras matérias de quadrinhos bem interessantes no blog).

O Homem-Aranha está sempre em evidência: suas histórias estão sempre entre as de maior sucesso; sua trilogia no cinema está inteira no Top 10 das maiores bilheterias de filmes de super-heróis, ocupando a segunda, terceira e quarta posições; e uma nova série de filmes irá começar, estreando em 2012. Nos quadrinhos, sua casa original, o “amigão da vizinhança” também sempre foi sucesso e evidência e sua trajetória nesta mídia serve de parâmetro para toda a indústria dos comics. O HQRock traz uma série de posts que irão contar essa história, do ponto de vista editorial e cronológico.

Criação Polêmica

Em meio às dezenas de novos personagens, heróis e vilões saídos da mente de Stan Lee e ocupando as revistas Fantastic Four, Hulk, Thor, Tales of Suspense, Tales to Astonish, Strange Tales, Amazing Adult Fantasy e várias outras publicadas pela Marvel Comics em 1962, o Homem-Aranha foi um grande destaque.

(mais…)

A Saga da Fênix Negra

 

A Saga da Fênix Negra, lançada há 30 anos na revista mensal dos X-Men, foi um grande sucesso que até hoje possui repercussões nas histórias dos famosos mutantes. Nesta saga, iniciada em 1980 por Chis Claremont e John Byrne, vamos ver um dos personagens principais dos X-Men, Jean Grey, transformar-se em uma entidade cósmica com poderes quase divinos, sendo corrompida aos poucos pelos seus pensamentos mais negros e sombrios, tranformando-se na onipotente Fênix Negra. Com o terceiro filme, X-Men: O Confronto Final, que usa elementos desta saga e com a volta da Fênix na saga “A Derradeira Canção da Fênix(Phoenix End Song, que começou aqui no X-Men Extra #58), nada mais justo para os novos leitores que têm a chance agora de ver toda a saga original que foi reunida em uma versão encadernada e lançada aqui no Brasil com o nome de “Os Maiores Clássicos dos X-Men: A Saga da Fênix Negra“. (mais…)