Posts com Tag ‘games de luta’

Bom, antes de começarmos com a análise de Final Showdown, gostaria de deixar claro que terei considerado que o leitor que aqui estiver já leu a análise de Virtua Fighter 5 que postamos na CantoGamer. Caso não tenha realizado a leitura mencionada sugiro que o faça antes de continuar, pois a conhecimento da análise de Virtua Fighter 5 é necessária para compreender a análise de Final Showdown. Tendo isso compreendido, continuo.

No Japão, onde as casas de arcades (Fliperamas) ainda são bem fortes e bem frequentadas, os fighting games são as grandes estrelas. Normalmente, as produtoras, cientes disso, dão constante suporte a seus games presentes nas máquinas de arcades, no formato de atualizações. São inserção de novos personagens, balanceamento de personagens, entre outros. Pequenas atualizações que sempre aumentam bastante a longevidade de um fighting game dentro da comunidade entusiasta / profissional desse gênero.

(mais…)

#Análise escrita próximo ao período de lançamento do game com pequenas alterações atuais#

A mais de décadas atrás Yu Suzuki, um dos maiores gênios a quem devemos a franca evolução dos games ao longo desses anos, decidiu fazer algo que nunca alguém antes tentou fazer, ele tentou criar modelos poligonais humanos. Assim nasceu o primeiro game de luta tridimensional da história, Virtua Fighter. Foi assim, Virtua Fighter foi um game de vanguarda, e desde então, tudo ao longo da história da série e superlativo.

(mais…)

Para você, fã de games de briga de rua, e que acha que o ápice desse gênero é Def Jam: Fight for New York (é o que a maioria pensa, e isso é um fato), permita-me apresentar o game que PARTICULARMENTE acho que é o antecessor espiritual desse game, dadas tantas ideias similares entre ambos. Apresento-lhes Pit Fighter.

Lançado no início da década de 90 para Arcades, com versões posteriores para Mega Drive, Super Nintendo, Spectrum, Commodore 64, Game Boy e Master System, Pit Fighter surgiu como um game diferenciado para sua época, esbanjando estilo visual, e se tornando um dos primeiros games da década de 90 a ser taxado de “ame ou odeie”.

(mais…)

Você que é jogador das antigas, rato de fliperama, que parava nos barzinhos das esquinas para jogar flipers de games de luta como Street Fighter 2, Mortal Kombat The King of Fighters, deve se lembrar bem do game Samurai Shodown, clássico da SNK nos anos 90.

O game teve um grande impacto nas rodinhas de fliperama por modificar a fórmula clássica de Street Fighter 2, que estava em seu auge na época. Ele mostrava um sistema de luta diferente, com uso de armas e até animais para atacar, além de utilizar o então revolucionário efeito neo-zoom, que foi usado pela primeira vez em Art of Fighting, também da SNK. Era um jogo bastante original e criativo, que ganhou uma sequência ainda melhor.

Desde então vários jogos da série foram lançados para diversas plataformas, sendo a mais notória o Neo Geo. A série principal já se encontra em seu sexto capítulo, lançado em 2005 para PS2, PSP, Wii e fliperamas. Porém esta análise é sobre Samurai Shodown Sen, que pertence à série 3D da franquia, que começou com o Samurai Shodown 64 (lançado para fliperama e não para o console da Nintendo) em 1997.

(mais…)